quinta-feira, 5 de abril de 2012

Vozes de Abril (5)

Muito actual, esta canção de Manuel Freire. Quem havia de dizer, quase 40 anos depois..

6 comentários:

  1. detesto esta actualidade, sinceramente!!

    Um abraço, amigo meu

    ResponderEliminar
  2. Porque partem os nossos para outros países, quando muitos outros vêm para cá à procura de pão...?

    Não defendo estes governos mas parece-me que em muitos portugueses morreu a capacidade de se aventurar e de construir alguma coisa para sobreviverem até que consigam alguma coisa melhor.

    Certamente estou errado...?

    ResponderEliminar
  3. Mas o Manuel Freire será sempre associado à "Pedra Filosofal".
    Linda!!

    ResponderEliminar
  4. Carlos
    Teria para aí 14 anos quando o M.Freire cantou na TV a pedra filosofal a que ficou para sempre associado. Para além de muitas outras canções belíssimas e com conteúdo, como esta, a Pedra filosofal acabou por ofuscar as outras. Já agora, o Manuel Freire viveu Na Vieira de Leiria para aí 20 Anos (até ser eleito presidente da SPA) Fizemos ambos parte da Direcção do SOM (Sport Operário Marinhense) largos anos. Quantas noitadas (no paleio) e algumas cantigas à mistura.
    Obrigado por mais esta.
    Abraço
    Rodrigo

    ResponderEliminar
  5. Tal como a São, também detesto este regresso ao passado, mas é evidente que a canção está bem atual.

    Do cantor, também só conhecia a "Pedra Filosofal", outro poema do Gedeão que sei de cor e salteado... ;)

    ResponderEliminar
  6. Há canções que são intemporais... sugestivas... evocativas... e que nos fazem sentir que muita água passou sob as pontes!

    ResponderEliminar