terça-feira, 7 de fevereiro de 2012

No te digo adiós...te digo hasta siempre!





" Sempre senti que existe em Buenos Aires algo que me agrada. E agrada-me tanto, que não gosto que agrade a outras pessoas.É um amor muito enciumado. Quando estive fora do país, por exemplo nos Estados Unidos, e alguém me dizia que ia visitar a América do Sul, incitava a que conhecesse a Colômbia, por exemplo, ou recomendava Montevideu.A Buenos Aires, não. É uma cidade demasiado cinzenta, demasiado grande-dizia-lhes- mas fazia isso porque me parece que os outros não têm o direito de gostar dela".
( Jorge Luis Borges in Borges em Borges,sus dias y su tiempo) 

7 comentários:

  1. Não lhe fica bem, mas os apaixonados são assim... ciumentos! :)

    ResponderEliminar
  2. CARLOS, sempre que se fala em Buenos Aires, logo penso no Tango. E, eu adoro Tango!!! É o ritmo mais emocionante e apaixonante,de todos.

    ResponderEliminar
  3. Ainda não partiste e já sentes saudades, Carlos?

    Acho que te lembraste deste texto de Luis Borges por sentires, tal como ele, esse amor enciumado por essa Cidade que tão Bons Ares te trazem!

    Hasta pronto!

    Beijinho

    ResponderEliminar
  4. Gostei desta confissão, mesmo citando Borges!

    ResponderEliminar
  5. Bom regresso, embora com saudades. : )

    ResponderEliminar
  6. Meu caro,
    As grandes paixões são para ser vividas po NÓS.
    Sem partilha.
    Three is a crowd, não é?

    ResponderEliminar
  7. Passei tão rapidamente por lá, nem dois dias inteiros, que já estou doida prá voltar, só que desta vez no inverno.Quanto mais ando pelo sul da América do Sul, mais eu gosto.Acho que também tenho ciúmes, ou talvez algum outro sentimento, quando vejo o que o comércio que atende os turistas anda fazendo em alguns locais.Dá vontade de tirar toda aquela gente de lá e voltar o lugar ao que era antes.Até concordo que o turismo deva movimentar a economia local, mas de uma forma mais ordenada e civilizada.

    ResponderEliminar