sábado, 19 de novembro de 2011

Noite de cinema

Hoje deixo-vos com pouco mais de dois minutos mágicos. Recebam estas flores que eu vos dou e tenham uma grande noite!

Aviso importante: Esta noite, às 22h40m, a RTP 2 exibe "No segredo dos seus olhos" Um filme a não perder

Humor fim de semana

Um casal de 80 anos está a começar a ter problemas de memória. e decidem ir ao médico para ser examinados.
O médico faz um check-up e diz aos velhinhos que não há nada de errado com eles, mas que seria bom ter um caderninho para anotar as coisas.
À noite, quando estão os dois a ver televisão, o velhinho levanta-se e a mulher pergunta:
- Onde vais?
- À cozinha
- Não me queres trazer uma taça de gelado?
- Claro!
- Não achas que seria bom escrever isso no caderno?
- Ah, então! Qual é a tua? Não me vou esquecer daqui até à cozinha...
- Então coloca uma bola de morango por cima. Mas escreve para não ter perigo de te esqueceres.
- Eu lembro-me disso, queres uma bola de gelado com calda de morango, não é?.
- Ah! Aproveita e coloca um pouco de chantilly em cima! Mas lembra-te do que o médico nos disse... escreve isso no caderno!
Irritado, o marido exclama:
- Eu já disse que me vou lembrar, pôxa!!!
Sem mais vai para a cozinha.
Vinte minutos depois, volta com um prato com uma omeleta. A mulher olha para o prato e diz:
- Eu não disse que te ias esquecer? Onde está a torrada?

Como se diz carneirada em "troikês"?

"Os portugueses são boas pessoas"

Olá, fofinha!




A notícia , dada a conhecer pelo “Público”, correu célere . Um juiz tinha sido punido por “atrasar processos e tratar a ré por fofinha”.Desta vez contive-me e não espingardei contra a justiça. A notícia pareceu-me pouco consistente. E era mesmo. O juiz não cometeu nenhum abuso linguístico tratando a ré por fofinha. É que Fofinha é mesmo o nome da empresa ( da Covilhã) que estava no banco dos réus.

Figura da semana

Decorreu na Figueira da Foz, durante o último fim de semana, o Congresso dos Advogados. Tudo o que por lá se passou , foi bem revelador do momento que atravessa a Justiça em Portugal:uma Feira das Vaidades.




Marinho Pinto, bastonário da Ordem, fez o que lhe competia. Com a frontalidade habitual apontou os erros da ministra, criticou os privilégios dos magistrados e. Como resposta, recebeu provas de boa educação da tia Paula , erigida à figura de ministra da Justiça com a bênção do Espírito Santo e do senhor Palma que, sentindo-se ofendidos, abandonaram a sala em sinal de protesto. A ministra da Cruz talvez tenha encontrado um bom aliado em Palma. Todos sabemos que Cruzes e Palmas não faltam a funerais.




Já Marinho Pinto arranjou mais lenha para se queimar e confirmou que esta ministra não descansa enquanto não conseguir "nomear" o bastonário da Ordem. Felizmente, Marinho Pinto- pesem os excessos demagógicos- não é pessoa para se calar ou deixar intimidar. Mais cedo ou mais tarde, pagará o preço de ser pessoa autêntica e sincera, que não se deixa apanhar nas redes de interesses que se movem no seio da Justiça. Precisávamos de mais gente como ele e não de lambideiras de rabo alçado, à espera de recolher os supositórios, digo, os louvores, de quem está circunstancialmente no poder.




Grandes Bandas (40)


Proposta de fim de semana. Brincar ao faz de conta e fingir que estamos no reino dos Anjos.