sexta-feira, 26 de agosto de 2011

Dúvida metódica

Homem prevenido...


Parece-me uma boa decisão. Estando iminente o naufrágio, foram aprender a nadar.

Dissertação sobre o caruncho

Segundo informação que colhi na Wikipédia o caruncho, insecto que todos conhecemos por perfurar a madeira reduzindo-a a pó, é um xilófago. E o que é um xilófago?-perguntarão os leitores. É uma espécie de parasita que se alimenta da madeira, cujo nome se confunde facilmente com xipófago, outro insecto conhecido também por praga da madeira. Os gémeos xipófagos (siameses) são formados a partir do mesmo zigoto e reproduzem-se avassaladoramente. Na Tailândia, um casal de gémeos xipófagos, unidos pelos ombros, casaram-se e tiveram 22 filhos!!!



Ora, depois de obter esta informação sobre a natureza do caruncho, a sua cumplicidade com a praga da madeira e a sua capacidade reprodutora, cheguei à conclusão que devemos ter muito cuidado. É que em Portugal os xipófagos são formados em zigotos cor de laranja e alimentam-se de cachos de bananas ( também conhecidos como cubanos) oferecidas por um coelho manhoso.



Como não está à venda no mercado nenhum insecticida para matar o caruncho e o bicho está a ficar cada vez mais perigoso, a única solução é impedir o coelho de o alimentar . Que tal incriminá-lo por implicação em associação criminosa?

Gravatas e bravatas

Já tinha manifestado a minha desconfiança na anunciada privatização da Parque Expo. Hoje, ficou-se a saber que essa manobra de diversão , a concretizar-se, agravará o défice em 340 milhões de euros.
Assunção Cristas procura desde o primeiro dia mostrar serviço. Depois do folclore da gravata, medida isolada que não será sequer suficiente para pagar o aumento de 20% nos gastos com telemóveis, avançou com a bravata da Parque Expo. Sem fazer contas. Apenas porque precisava de dizer qualquer coisa, para lembrar aos portugueses que o CDS/PP também está no governo. O mais grave, porém, é a ministra anunciar medidas folclóricas e os portugueses resignarem-se a pagar a festa.

Golden Shares

Com a oferta ao sector privado da golden share que detinha na EDP, o governo completou, em apenas dois meses, a primeira fase da sua política de gestão danosa do património nacional e cometeu o maior atentado à soberania nacional desde o 25 de Abril. Obviamente que, quando sairem do governo, os autores do esbulho serão recompensados. Como já foram Barroso, Constâncio e "tutti quanti" colocaram os seus interesses pessoais à frente dos interesses do país.
Este modelo de democracia está esgotado. Faliu no momento em que não soubemos aproveitar a liberdade de Abril que expulsou os parasitas que nos governavam. Não soubemos fazer escolhas e, quando tínhamos tudo para ser felizes, escolhemos para nos (des)governarem os filhos dos parasitas que nos oprimiram durante 40 anos.
E não venham com o argumento de que o Estado não deve ter golden shares, porque são ilegais. Na esmagadora maioria dos países europeus, o Estado não abdicou dos seus interesses e das suas responsabilidades nas empresas que prestam serviços essenciais às populações e continua a ter golden shares.

A rentrée

Depois de duas semanas de férias, os deputados voltaram a picar o ponto na AR. O senhor Presidente do Concelho ( não, não é gralha) também regressou do Algarve , depois de umas férias retemperadoras, porque 40 dias de trabalho deixaram-no estafado.
É a primeira vez, desde o 25 de Abril, que as férias dos deputados respeitam escrupulosamente o período de férias do senhor Presidente do Concelho. Registe-se...


O quê? O senhor Presidente do Concelho ainda não regressou de férias? Não me lixem! O que vocês querem é estragar-me o post... Bem, o melhor é eu ir até à Manta Rota, ver se ele se escafedeu por algum buraco.

Sucessos de Verão (33)



Lembram-se dos Union Gap? E recordam-se de outro sucesso deles além deste?