sexta-feira, 20 de maio de 2011

Descubra as diferenças















Strauss –Kahn era putativo candidato a ocupar o Eliseu, com uma vantagem confortável sobre Sarkozy.

Fernando Nobre foi candidato a Belém, sem hipóteses de ocupar o lugar.

O ex-presidente do FMI tem historial de assédios sexuais que culminaram numa alegada tentativa de violação de uma empregada de hotel em Manhattan.

O ex-presidente da AMI começa a ter um historial de violador de consciências, que culminará em 2016 quando se candidatar de novo a Belém, jurando ser independente e só pensar em servir o país.

Strauss Kahn talvez venha a ser julgado em Tribunal por violação de uma mulher.

Fernando Nobre talvez venha a ser ilibado, nas urnas, por violação de consciências.


Têm uma coisa em comum. Ambos desacreditaram as instituições onde trabalham.



As minhas apostas




Hoje, à hora do almoço, fizemos as nossas apostas.
Estas foram as minhas escolhas:

Gus Van Sant, com " Restless", será o vencedor do prémio "Un Certain Regard"

Quanto à Palma de Ouro, a escolha foi mais difícil. Apesar de "La Piel que Habito" de Almodovar estar entre os favoritos, até ontem eu apostava em Melancholia de Lars von Trier, mas depois do episódio que vos relatei esta madrugada, inclinei-me para "Habemmus Papam" de Nani Moretti. Não me admiraria se "Drive", de Nicholas Refn, muito aplaudido, fosse o vencedor. O meu favorito seria "Le Havre" de Aki Kaurismaki, mas não tem hipóteses.

Entretanto, meus amigos e amigas, se ouvirem dizer que fui preso porque assediei a Penélope, acreditem. É a mulher perfeita para me acompanhar no jantar, se eu ganhar a aposta.

Happy Birthday






Meio século de vida só se comemora uma vez, por isso ele quis preparar uma grande festa, para lhe agradecer os 28 anos de casamento e os dois filhos maravilhosos que lhe dera e estavam prestes a iniciar-se no mundo do trabalho.Ela recusou. Aceitava apenas um jantar íntimo. A dois. Pediu-lhe que escolhesse o restaurante.



Levou-a a um restaurante 10 estrelas Michelin incluídas, refúgio do jet set quando quer ser “incomodado” pela imprensa cor de rosa.Durante o jantar recordaram os 28 anos de casamento. Ela respondia com um sorriso forçado aos episódios que ele recordava com enlevo.



No final do jantar ela disse que lhe apetecia ir dançar. Foram ao Vangogo, onde se tinham conhecido, 30 anos antes. Ao fim do terceiro whiskey ela ganhou coragem e disse-lhe:



- Quero divorciar-me!



Ele ficou sem pinta de sangue e apenas balbuciou um entaramelado “ mas porquê?”.



-Já não te amo. Temos os filhos criados, chegou o momento de cada um de nós ir à sua vida e ser feliz.



- Tens outro?



- Não, não tenho outro. Apenas estou apaixonada por outro, mas não temos nenhum caso. Creio que ele tem medo de ti...



- Medo porquê? Posso saber quem é?



- É um amigo do nosso filho Miguel, mas não te vou dizer quem é por enquanto.



- Estás louca?



- Não, estou só apaixonada.



Acabaram de beber à pressa. Regressaram a Lisboa em silêncio.Dez minutos depois de chegarem a casa ele perguntou:~



- A tua decisão é irreversível?



-É…



- Está bem... vou sair.



Já dentro do carro telefonou à amante de quase uma década.



-Marta, posso ir aí?



-Claro! Mas não estavas a comemorar os 50 anos da tua mulher?



- Estava,mas já acabou.



Quando chegou a casa da amante contou-lhe o que se tinha passado.



- Agora já posso vir viver contigo, meu amor!



-Viver comigo? Não deves estar bom da cabeça, Alfredo! Achas-me com cara de samaritana para aturar um gajo com dor de corno dia e noite?

Os filmes da minha vida (15)






Este não vi sete vezes, como o "Pedro o Louco", mas vi mais de sete filmes deste realizador.
Pensavam que me tinha esquecido? Não!!!!!!!!!!!.

O problema é que depois da vitória em Dublin andei a festejar e a tentar perceber aquela declaração de Lars Von Trier- um dos realizadores que escolhi para esta selecção do mês- durante a conferência de imprensa que decorreu minutos antes do jogo e depois da exibição de “Melancholia”.
Quando já pensava estar recomposto , cai-me em cima a declaração de Peter Fonda “Obama é um traidor filho da puta” a propósito do documentário “The Big Fix” ( sobre o desastre petrolífero provocado pela BP no Golfo do México) e,vai daí, deitei-me entre o eufórico e o acabrunhado, quando acordei tive de ir trabalhar.

Só agora, recomposto de tantas emoções, tive oportunidade de vir à Internet procurar este belo presente para oferecer a todos que têm tido a paciência de me aturar.

Na próxima semana regressarei ao activo e às visitas aos vossos blogs. Por agora limito-me a vir ler os vossos comentários e a tentar responder a algumas perguntas que me colocam. Sorry!

Grandes realizadores (15)

Manoel de Oliveira


Goste-se ou não de Manoel Oliveira, ninguém negará a justiça de o incluir nesta galeria. No seu centenário escrevi um post e não me vou repetir. Quem quiser recordar, pode ler aqui.