quinta-feira, 29 de dezembro de 2011

O preço da verdade


Numa entrevista à BBC Radio, José Mourinho disse que estava muito feliz no Real Madrid, mas que em 2014 queria regressar a Inglaterra. O treinador português nunca escondeu  a sua atracção pelo futebol inglês e , quando saiu do Chelsea,  afirmou sem tibiezas que depois de experimentar o futebol italiano e espanhol, gostaria de regressar a Inglaterra.
A imprensa espanhola, no entanto,  não gostou da  entrevista de Mourinho e começou a desancá-lo por todos os lados. Estou certo que o mesmo aconteceria em Itália, Portugal ou Inglaterra. As pessoas  não gostam de gente sincera. Preferem a hipocrisia. Mourinho falou  verdade e está a pagar um preço por isso.  Acontece o mesmo na política, no mundo do espectáculo, nas relações profissionais,  nos locais de trabalho, no seio familiar e, até, nos círculos de amigos. Quem fala verdade é penalizado e acusado de ter mau feitio ou ser mal educado.  Não admira que o mundo tenha chegado a este estado.

7 comentários:

  1. Carlos
    Inteiramente de acordo.
    O "pagode" tem um comportamento "masoquista" imaginemos uma campanha eleitoral em que se falasse verdade, que os programas apresentados fossem para cumprir. Quem ganhava?
    Um País assim é presa fácil dos vários contos de Vigário que abundam.

    ResponderEliminar
  2. A pura da verdade, é que ninguém aguenta com ela... :)

    Frontalidade, é outra palavra de fachada! Mas Mourinho, que é arrogante todos os dias, não joga pela mesma cartilha. E, não só por isso, merece a minha admiração! :D

    ResponderEliminar
  3. Que grande VERDADE...Penso que o mundo seria melhor se todos fossem como o Mourinho. M.A.A.

    ResponderEliminar
  4. Não há coisa que mais ofenda as pessoas que a verdade. E como disse no texto deste post, até no seio familiar esta palavra é sinonimo de marginalização.

    ResponderEliminar
  5. "Quem fala verdade é penalizado e acusado de ter mau feitio ou ser mal educado".

    Eu diria "quem é sincero e frontal", é que a "verdade" é sempre um pouco subjectiva.

    Quanto ao resto, acusada de "ter mau feitio, ter a mania que é boa e que sabe tudo", sei bem o que isso é e opreço que tenho pago.

    ResponderEliminar
  6. Oportuníssimo, este post: eu estou neste preciso momento a ser alvo dos mais vis sentimentos por parte de pessoas que me deveriam ser próximas precisamente por não gostar de cantar cantiguinhas de embalar a ninguém.
    As pessoas não gostam de ouvir a verdade, preferem mascará-la e chamar-lhe outros nomes, sempre que sentem que a mesma os ataca.
    Além disso, acho que muitas delas vivem na ilusão de que para se ter razão basta saber-se usar o aparelho fonatório, e ficam profundamente chateadas quando alguém com uma opinião devidamente fundamentada clama contra as teorias de algibeira que insistem em debitar constantemente, em vez de admitirem que não estão preparadas para falar sobre este ou aquele assunto e se renderem à beleza do silêncio.
    Haja paciência e sabedoria para se saber viver com todos!

    ResponderEliminar