terça-feira, 18 de outubro de 2011

Boa noite, D. Laura


Desculpe incomodá-la a esta hora tardia, mas é por uma boa causa.

Cometo a aleivosia de lhe pedir um grande favor, em nome dos portugueses que estão a ver a sua vida a andar para trás.

Tendo a senhora o privilégio (???) de dormir todas as noites com o homem que está a fornicar os portugueses e portuguesas, seria muito incómdo dizer-nos onde é que o seu marido tem a ética social?

Admito que a senhora também não saiba e nem sequer tenha alguma vez pensado nisso, mas está na hora de prestar um grande serviço ao país, divulgando-nos esse segredo.

Tomo a liberdade de lhe dar algumas instruções, para que lhe seja mais fácil descobrir este segredo tão bem guardado do seu esposo.

Não perca tempo a procurar na consciência, porque ele não tem. Na boca, também não está, porque ele está sempre a cuspir essa expressão e presumo que ela volte a entrar por um qualquer outro orifício.

Tenho um palpite… por isso lhe sugiro que vá directa ao assunto.

Faça a D. Laura o obséquio de enfiar uma luva numa das mãos e enfie o dedo anelar num buraco que ele deve ter ao fundo das costas ( não, D.Laura não é o buraco do orçamento, mas também pode cheirar mal)

Pois… é esse! Presumo que seja nesse cofrezinho que o seu marido/esposo guarde a tão apregoada ética social. Por isso, o que lhe pedia em nome dos portugueses, é que lha tire desse lugar e tente metê-la no coração dele.

Eu sei que é um pedido um bocado difícil de satisfazer, D. Laura, mas faça isso por amor aos portugueses. E quem sabe se nesta busca a senhora também não encontra o buraco nas contas públicas de que ele tanto fala ultimamente, mas não consegue explicar onde está?

Já imaginou como este acto cívico - só equiparável ao "milagre das rosas"- a pode catapultar definitivamente para as páginas da História de Portugal?

Antecipadamente grato, desejo-lhe uma boa noite. Sem insónias…porque isto de dormir com um fulano que passa os dias a fornicar os portugueses, não deve ser nada fácil…

Sempre ao dispor

PS: Não se esqueça de tirar a luva e desinfectá-la bem…

12 comentários:

  1. Ó Carlos "esta" nem ao diabo lembra!
    Mas que imaginação tão fértil...:)(:):)

    ResponderEliminar
  2. Ó meu amigo. O que eu me ri.
    Está o máximo.

    ResponderEliminar
  3. CARLOS,de todos este é o recado mais direto e objetivo.

    ResponderEliminar
  4. Portugal está cada vez mais submerso porque ninguém tem "tomates" para mexer onde deve e então querem resolver os problemas à custa dos pobres (pobres trabalhadores que há aí muitos pobres que de pobres não t~em nada, são mais uns chulos que outra coisa). Esses já estão com a corda ao pescoço e como não podem fugir aos impostos estão já sem fôlego. Quando estes rebentarem rebenta o país, deixará de haver quem paga as dívidas. Admiro a passividade dos advogados porque se eu fosse advogada já tinha processado quem nos pós nesta situação. Basta quererem que arranjam como. Afinal nós tínhamos contratos baseados em determinadas condições que não estão a ser cumpridas. Isto vai acabar numa guerra civil, privada contra pública. Os públicos pagam e os privados fazem grandes vidas. Fala-se tanto nos benefícios que têm os t. da F.P. que tal fazerem um estudo do que uns têm e do que os outros têm? Porque será que os funcionários públicos têm que arranjar 2 empregos? Não será por acaso não é? A média é de 600 e tal euros, claro com os ordenados dos directores que média não subia? Eles precisam todos é de ir para uma vala comum

    ResponderEliminar
  5. Carlos
    Só o meu caro para me pôr a rir desalmadamente logo pela manhã.
    Vai ser bonito vai, se um dos "especialistas" der a ler este texto ao homem.
    Boa!

    ResponderEliminar
  6. Ainda bem que há quem nos faça rir...
    O pedido é difícil mas a resposta ainda é mais... diz-me com quem andas , dir-te-ei quem és e aqui não há neurónios. M.A.A.

    ResponderEliminar
  7. Carlos...és muito mauzinho!

    Olha que incumbência deste à pobre senhora...quem ficou com insónias foi ela!
    Ela, que acreditava piamente na fidelidade do esposo...!

    ResponderEliminar