sexta-feira, 23 de setembro de 2011

Calem-se, por favor!

Central nuclear de Almaraz


Há uns dias, Miguel Relvas anunciava ao mundo que, “apenas dois meses após este governo ter tomado posse, já ninguém no mundo compara Portugal à Grécia”.No dia seguinte era conhecido o buraco da Madeira e Portugal surgia na imprensa mundial comparado à Grécia.

Dias depois , Pedro Passos Coelho foi entrevistado na RTP. Não pude ver a entrevista, mas soube que o PM admitira a possibilidade de um novo pedido de resgate, se as coisas corressem mal na Grécia. Dois dias depois, o governo grego era obrigado a anunciar novas e brutais medidas de contenção (milhares de despedimentos na função pública e cortes de 20 por cento nas reformas acima de 1200 €) perante a ameaça do FMI não libertar uma nova tranche do empréstimo em Outubro.

Tenham medo, muito, medo! É que estou a imaginar o dia em que PPC, depois de receber os amigos Pedro Sampaio Nunes e Patrick Monteiro de Barros, anuncie que a energia nuclear será a solução energética de futuro para Portugal.

Quando ouvirem essa declaração, fujam e para bem longe. De certeza que no espaço máximo de uma semana haverá um desastre nuclear na decrépita central de Almaraz, apenas a 100 quilómetros da fronteira portuguesa.

6 comentários:

  1. A distinção entre Portugal e Grécia é óbvia.

    ResponderEliminar
  2. rrrss rrss

    Sim, calem-se....melhor, desapareçam!

    Bom final de semana

    ResponderEliminar
  3. Quanto à Grécia:

    Portugal=Grécia

    A diferença é meramente temporal... lá chegaremos... para variar sempre na cauda!

    Quanto ao Nuclear: Dado que é um mega investimento com um custo, que dependendo da opção de central 3ª ou 4ª geração, varia entre $2.000/Kw e $3500/Kw facilmente chegamos à conclusão de que se não dá para CAV muito menos dá para o Nuclear...

    E o NUCLEAR não passa de um MITO muito bem montado.

    ResponderEliminar
  4. Cautela e caldos de galinha nunca fizeram mal a ninguém!

    ResponderEliminar
  5. Cada declaração, cada tiro no pé...

    ResponderEliminar