segunda-feira, 20 de junho de 2011

Eu já tinha avisado...

Escrevi isto no dia 11 de Março, a propósito da manif da "geração à rasca". Infelizmente, parece que tive razão. A geração à rasca preferiu ir para a praia em vez de votar e o regime em Portugal mudou. Retrocedeu 40 anos, como em breve perceberemos.

7 comentários:

  1. Não sei quem tem, ou quem não tem razão. Aqui apenas posso cingir-me ao meu ínfimo universo. Infelizmente, conheço bastantes pessoas que não se deslocaram às urnas de voto. Infelizmente, não foram os jovens rascas, mas sim as gerações mais velhas, que já sentiram na pele o que é não poder votar. Ironias... sei lá eu.

    ResponderEliminar
  2. Carlos
    Recordo o que o meu caro escreveu e dei-lhe razão na altura. Mas não podemos só responsabilizar os abstencionistas. Há uma esquerda demasiado anquilosada para mobilizar grande parte dos novos eleitores e outra que os afastou.
    Pode-se questionar se a questão ideológica faz hoje algum sentido. Eu sou dos que pensa que sim. Mais, penso que é urgente retomar essa discussão.
    Abraço

    ResponderEliminar
  3. Precisamos de mudar este SISTEMA de regabofe! Assim não vamos lá e cada vez serão menos eleitores. Não tem a ver com a Esquerda mas sim com o Regime. Escusam de andar à procura de bodes expiatórios na algibeira.

    "Digna de nota a falta que de um círculo de compensação nacional, em média são necessários 25.000 votos para eleger um deputado, o senão é que estes votos devem estar concentrados num único círculo eleitoral, o que não faz sentido uma vez que acaba por ignorar os votos, por exemplo, dos mais de 110.000 cidadãos que votaram MRPP e PAN, havendo um círculo nacional de compensação (como já existe nas eleições Regionais, nos Açores e na Madeira), o MRPP e o PAN sairiam destas eleições com 2 deputados cada, o MEP teria também eleito 2 deputados em 2009... a meu ver o direito a subvenção estatal acima dos 50.000 votos não passa de um, amargo, prémio de compensação." Texto integral aqui

    ResponderEliminar
  4. Nesdte momento a geração à rasca tem o que merece. Faça o que a minha fez: mude o sistema.Até porque não está em maior aflição do que a minha esteve.

    Boa semana

    ResponderEliminar
  5. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  6. São,

    Parece que o estão a tentar fazer, veja-se o que se está a passar nas avenidas e estradas espanholas.

    Já não vai com votos... os votos só funcionaram enquanto os "eleitos" tinham respeito pelos seus seguidores, agora que perderam o respeito haverá que encontrar outros métodos e espanto dos espantos são pacificos!

    ResponderEliminar
  7. ...tendo Minha Alma por porta voz:

    A DEMOCRACIA NÃO SE HERDA, CADA GERAÇÃO TEM DE PROCURAR O SEU DESTINO, SUA BANDEIRA E SEU HINO. DAR-LHES SIGNIFICADO OU...

    ResponderEliminar