terça-feira, 24 de maio de 2011

Os papagaios da República



Eu sei que este post vem atrasado, mas não podia deixar de fazer uma referência às declarações de Pedro Passos Coelho sobre o Programa Novas Oportunidades que revelam a sua ignorância e irresponsabilidade.

Por motivos profissionais conheço bem o PNO e, por isso, não resisto a repescar e actualizar um post escrito em 2009 noutro blog que resultou numa acalorada discussão, útil para perceber a ignorância dos portugueses sobre esta questão.
Pedro Passos Coelho pegou numas críticas que Medina Carreira fez em 2009 ao programa “Novas Oportunidades” e fez eco das suas palavras afirmando, do alto da sua arrogância pedante que é uma trafulhice e uma aldrabice.
Tal como MC, Coelho perdeu uma boa oportunidade para estar calado. Falou de cor, à espera dos aplausos da plateia e dos votos de alguns ignorantes. Desafio-o a alicerçar a sua opinião em factos.Visitei muitos Centros Novas Oportunidades, empresas que implementaram o programa, falei com dezenas de formadores e de formandos, com gestores de empresas, conheço os referenciais, sei como são aplicados, conheço o grau de exigência que obriga muitos candidatos a abandonarem os CNO, constatei como o PNO mudou a vida de muitos cidadãos deste país e estou em condições de garantir que as afirmações de Passos Coelho são mais uma das suas “boutades” popularuchas, completamente descabidas, carentes de veracidade e não encontram eco nas empresas que desenvolvem o programa.


Tal como Medina Carreira, PPC fala de tudo, diz mal de tudo, parece um papagaio a declamar aquilo que os tugas gostam de ouvir. Antes de dizer disparates, seria bom informar-se. Lendo testemunhos, ou auscultando a opinião das empresas que estão a implantar o programa, o aplaudem e consideram uma mais-valia.

Saberá PPC que a Câmara de Comércio Luso-Sueco está a desenvolver, com o apoio de um dos mais prestigiados centros de formação europeus,um programa no âmbito das “Novas Oportunidades” que está a ser aplicado em várias empresas portuguesas, entre as quais os CTT? As suas afirmações sobre o “Novas Oportunidades” além de revelarem ignorância, são um insulto a empresas, formandos e formadores.

Haverá, certamente, melhorias a introduzir, aspectos a corrigir, mas afirmar que é uma trafulhice revela falta de senso e mesmo má-fé. Se pensa que é verdade, como afirmou Medina Carreira, que os alunos do PNO vão lá, "entregam um papel e voltam passado um ano para receber o diploma”, tenho de lhe dizer que, além de ignorante, é MENTIROSO! Provavelmente está a confundir o PNO com as passagens administrativas do PREC, que permitem a alguns andarem a pavonear-se com títulos académicos obtidos na secretaria a troco de algumas notas de mil escudos.Ou a cursos comprados em pacotes em algumas universidades privadas. Sabe PPC que conheço uma pessoa das suas afinidades no PSD, que ao fim de três anos a marcar passo na Faculdade de Direito se inscreveu numa Universidade privada e conseguiu fazer 13 ( treze) cadeiras num só ano? Estou curioso por saber qual o tachinho a que vai ter direito...
Com a preciosa ajuda de alguma comunicação social( sempre disposta a reproduzir críticas, mas pouco interessada em saber a verdade e que alegremente confunde o “Novas Oportunidades” com o ensino secundário, escamoteando que essa via é assegurada apenas pelos cursos EFA) e animado com os aplausos babados dos bloguistas do costume, PPC pretende concorrer com Medina Carreira a papagaio da República.

Recomendo-lhe, por isso, que leia os estudos de avaliação que estão publicados na net, fale com empresas como a Sonae ou a Unilever, por exemplo, e pergunte aos seus responsáveis como avaliam o PNO. E, já agora, aproveite também para ler o livro “Testemunhos: Trajectos de Qualificação”para ficar a perceber como as “Novas Oportunidades” mudaram a vida de tanta gente.

Ah pois, esses testemunhos foram recolhidos por jornalistas sérios, que não andam a fazer fretes a nenhum partido, não é? Então esqueça....

3 comentários:

  1. Pena é que o imbecil do láparo não leia isto. E será que o láparo sabe ler?

    ResponderEliminar
  2. "Um papagaio a declamar aquilo que os tugas gostam de ouvir." Ora nem mais!
    É como aquela imagem, que tenho no meu canto, que diz: "Um povo inculto é um povo fácil de enganar." É o que acontece em Portugal, vezes e vezes sem conta. E parece que estão montados grandes esforços para perpetuar o ciclo da estupidez. O acesso ao ensino é cada vez mais difícil, devido ao aumento de propinas e corte de bolsas, e o ensino em si é cada vez mais desacreditado, com processos de Bolonha e afins.

    ResponderEliminar
  3. Quem se posiciona contra Novas Oportunidades demonstra preconceito de casta.

    Claro que deverá existeir qulidade e exigência, mas o educar-se é uma tarefa de Sísifo e direito universal.

    Do filme aí acima, desconheço de tod.

    Saudações

    ResponderEliminar