segunda-feira, 9 de maio de 2011

Líbia: mais um erro de cálculo?

Estar longe de Lisboa não me distanciou dos problemas da crise em Portugal, mas deu-me espaço para pensar noutras coisas que se vão passando a nível internacional e me fazem temer o futuro.

A invasão de imigrantes e refugiados provenientes dos países do Norte de África está a criar graves problemas à Europa e a pôr a nu a hipocrisia e desumanidade dos líderes europeus que nos governam.Durante muitos anos a Europa não só tolerou as ditaduras de Ben Ali, Mubarak e Kadhaffi ( para não falar de muitas outras…) como as apoiou. E ganhou muito dinheiro com elas. Só em 2010, vendeu aos ditadores africanos quase 400 milhões de euros em armamento!

Assim que eclodiram os movimentos de contestação, a Europa rapidamente os apoiou. Ben Ali caiu de podre. Mubarak precisou de um empurrãozinho dos americanos. Kadhaffi ripostou e resistiu, porque tinha um trunfo. Se a ONU autorizasse uma operação militar na Líbia, franquearia as portas da Europa aos africanos que pretendessem vir para a Europa. Portas que estavam fechadas- recorde-se!- porque a UE pagava milhões de dólares anuais a Kadhaffi para que exercesse o papel de porteiro.

A UE deve ter pensado que, com a intervenção na Líbia, seria rápida e facilmente encontrado um substituto para Kadhaffi, disposto a exercer as mesmas funções e a receber as mesmas mordomias financeiras compensatórias.Parece-me que , mais uma vez, se enganou…

2 comentários:

  1. Mas isso tava na cara, pelo menos para uma leiga como eu. Aonde é que eles acharam que uma intervenção na Libia fosse fácil?

    ResponderEliminar
  2. Carlos
    "Mais um erro de calculo" que não sabemos nem prever até onde vai.
    Mas há um calculo terrível que sabemos até onde pode chegar. A morte de milhares e milhares de vítimas inocentes.
    Mas no fim, este flagelo acaba por ser esquecido e rápidamente desaparece da memória de quem por puro calculismo manda assassinar esta vítimas e "não perde o sono".

    ResponderEliminar