domingo, 27 de março de 2011

Feijoada de caracóis


A feijoada de caracóis é um pitéu delicioso. O problema é que o único restaurante que conheço onde ela é bem feita, é o Chico Elias em Tomar. Ora, em tempo de crise, ir a Tomar de propósito para almoçar é um bocado dispendioso. No entanto, depois de ler isto na sexta-feira, não resisti. E ontem lá fui saciar o apetite. Estava óptima, mas não tão boa como habitualmente. À noite, no Hotel dos Templários, onde acabei por pernoitar, asseguraram-me que o problema é da qualidade dos caracóis . É que agora são fornecidos pela São Caetano, onde parece que abundam estes gastrópodes hermafroditas.

7 comentários:

  1. Ando sem apetite nenhum para estes petiscos. Gostei do pormenor de serem hermafroditas, rrrsss. Mas...os caracois, podem andar devagar, mas caminham para a frente não é verdade? Ora nesse caso, será que não se enganou na iguaria??

    ResponderEliminar
  2. Carlos
    O meu caro tem uma forma "esquisita" para abrir o apetite.

    ResponderEliminar
  3. Já lá comi alguns pitéus mas este não!

    ResponderEliminar
  4. Ah, hei-de experimentar esse restaurante: adoro caracóis! E claro que ainda não não chegou bem a época deles...

    Quanto ao discurso do Miguel Portas, já o tinha ouvido no FB. E aplaudo com ambas as mãos! Entre outras falhas, a PC falta uma coluna vertebral! :P

    ResponderEliminar
  5. Pelos vistos a crise ainda não o afectou.

    Só de pensar na baba dos caracóis fico enjoada. Como é possível alguém comer uma coisa tão viscosa?

    Animais rastejantes e babosos é o que nós temos de mais.

    ResponderEliminar
  6. Não percebi
    Comeu o quê?
    (a dúvida só se me instalou com os links que postou...comeu feijoada de...coelho sem coluna? Não? Que confusão...)

    ResponderEliminar
  7. PSD's à parte, eu adoro caracóis, mas era incapaz de os comer numa feijoada.
    Sabe-se lá porquê, mas não rima!

    ResponderEliminar