quinta-feira, 31 de março de 2011

Culpado, eu?

O Zezinho estava em cima do muro a fazer tropelias. O Pedrocas caminhava pelo muro, mas não podia passar porque o Zezinho lhe estava a barrar o caminho. Cansado de esperar e incitado pelos amigos que o aguardavam do outro lado, o Pedrocas deu uma cotovelada ao Zezinho que caiu do muro. Quando a mãe do Zezinho ouviu os gritos do filho correu para a janela e perguntou: - O que se passa aqui? - Foi o Zezinho que caiu do muro - Não foste tu que o empurraste, Pedrocas? - Nããããõooooo! Ele é que estava a interromper o caminho...

7 comentários:

  1. Eheheheheh ;)
    Amigo Carlos, sempre na mouche!

    ResponderEliminar
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  3. Carlos
    O problema é que o Zezinho já estava cheio de entorses, arranhadelas e galos na cabeça, de outros empurrões, brigas e pedradas anteriores, mas aproveitou o empurrão do Pedrocas e passou a culpá-lo de tudo...

    ResponderEliminar
  4. Isso só acaba quando for o muro a cair...
    (esta não é para rir)

    ResponderEliminar
  5. O Passos é uma desgraça, nem sequer é capaz de tirar proveito das rasteiras que comete, um incompetente a quem o país corre o risco sério de entregar o poder.

    ResponderEliminar