sexta-feira, 25 de fevereiro de 2011

A Fera Amansada


Eduardo Cintra Torres faz hoje uma curiosa e peculiar análise às contratações de Alberto Carvalho e Judite de Sousa pela TVI.
Na opinião de ECT, o objectivo da nova administração é acabar com a irreverência , independência e acutilância da informação da TVI. Não sei se ele se refere apenas aos tempos do “Jornal da Sexta” de Manuela Moura Guedes… sei é que a sua animosidade se centra em José Alberto de Carvalho, a quem apelida de asténico, no que revela ser mais comedido do que MMG que lhe chamou burro.
Não deixa de ser curioso, porém, que o alvo de ECT seja apenas JAC, reservando rasgados elogios a Judite de Sousa. Sinceramente, não compreendo como é que Paes do Amaral comete um erro deste calibre: convida para director de informação JAC, para “Amansar a fera” ( cito ECT) mas abre uma brecha na sua estratégia ao contratar Judite de Sousa que, sendo tão competente e independente, não se deixará manipular por esse terrível domador que é JAC, contratado para “apagar os traços de independência, acutilância e irreverência que a redacção da TVI aprecia”.
Há qualquer coisa que não percebo no raciocínio de ECT, mas isso também não interessa nada.Fico no entanto com uma dúvida: será que Júlio Magalhães se demitiu da TVI por não conseguir “Amansar a fera”, ou porque não gostava da independência e acutilância da informação da TVI ? Mas sobre a demissão do ex-director de informação da TVI, que obrigou à contratação de um novo director, ECT é omisso.
Sabem que mais? É pena não estar por cá a Brites. Punha logo tudo em pratos limpos!

5 comentários:

  1. Caro amigo:
    Também tenho saudades da Brites :)
    Quanto ao assunto em questão, não percebo nada nem quero perceber.
    Bom fim de semana!
    Beijos

    ResponderEliminar
  2. E por onde anda a Brites?
    Perdeu-se naquele mundo cor de rosa?
    Estamos com saudades :o)

    ResponderEliminar
  3. Na dança das cadeiras, alguma coisa vai mudar para que tudo fique na mesma...
    Em tendência a TV pública tende a não ser aliciante

    ResponderEliminar
  4. Irreverência, independência e acutilância na informação da TVI? Estranho, não seriam essas as palavras que empregaria... :)

    ResponderEliminar
  5. É curioso que ninguém se interrogue acerca das razões que levaram à demissão de Júlio Magalhães.
    Eu gostava de as conhecer.

    ResponderEliminar