quarta-feira, 12 de janeiro de 2011

Vai por aí uma azia...


De acordo com uma fonte da Associação Nacional de Farmácias, a venda de sais de frutos bateu recordes durante o dia de hoje. Depois de a venda da dívida ter contrariado as previsões dos catastrofistas, à noite ainda havia de vir esta notícia...
Na S. Caetano à Lapa e nas redacções da maioria dos jornais, tem sido um corropio para comprar ENO. Algumas farmácias esgotaramo stock e estão a vender Kompensan

8 comentários:

  1. As farmácias e os seus habituais problemas de falta de stock! : )))))

    ResponderEliminar
  2. Ah, Carlos, Carlos,
    sempre ingénuo...
    Ingénuo e crente.
    Crente que essa gente
    ainda tem estômago e sente...
    (também não sei porque raio é que as farmácias deveriam ter stocks de ENO, atendendo à elevada resistência do estomago dos portugueses. Quanto a mim essa venda inesperada tem de ser melhor explicada...) :))

    ResponderEliminar
  3. Como é agradável encontrarmo-nos, pelo menos, na literatura — com ou sem azia.

    ResponderEliminar
  4. A ver se essa azia não vem acompanhada de outra forte diarreia... cerebral!

    ResponderEliminar
  5. Eno, Alka-Seltzer, Maalox Plus, Pepsamar, Phosphalugel, Rennie, Riopan, Kompensan, a escolha é diversificada. Assim não haverá rotura de stock nas farmácias.
    Haja diversidade!!!
    Obrigado pela visita Carlos.
    Um abraço!

    ResponderEliminar
  6. O melhor é que também há contra-indicações no uso continuado destes "produtos" ;-)


    Beijinhos

    ResponderEliminar
  7. Porra pá...ando perdida por aí e não encontro nem poste ou comentários do "CHAFURDA CEREJO", o celebre agente serviçal do pasquim público.
    Este serviçal para todo o serviço, prestou-se no passado as mais mórbidas investigações e opiniões com o objectivo claro de denegrir e comprometer Sócrates, mas em vão.

    Agora desafio esse chafurda a investigar a toca do CAVACO na "aldeia da coelha". Se corajoso e valente, chafurda, faz um apelo à tua desonestidade intelectual e envolve-te cara, ali tens matéria substantiva para saíres da escravidão mental... que teus patrões te submeteram ao longo do tempo. Ainda vais a tempo e mostra uma vez na vida que afinal és um homem com coluna (háháháháhá).
    Reage, merdas...mostra o que vales como jornaleiro.
    Da tua Tia judite

    ResponderEliminar