sexta-feira, 21 de janeiro de 2011

Se não votarem em mim, vem o lobo mau e dá tau-tau!

Para Cavaco vale tudo. Tão depressa ameaça com o fantasma de uma grave crise política, como diz que é o garante da estabilidade. Afirma que o país, na situação em que está, não aguenta uma segunda volta e que se não for eleito as taxas de juro vão aumentar, mas é o candidato que mais dinheiro gasta na campanha e o Presidente mais despesista de sempre.
Se Cavaco está tão preocupado com os custos de uma segunda volta, quer dizer que também não quer eleições legislativas antecipadas, ou nesse caso abrirá uma excepção?

9 comentários:

  1. Este Cavaco tem mostrado bem o seu baixo carácter nesta campanha. Haverá ainda alguém que não tenha percebido??

    ResponderEliminar
  2. Cavaco deve estar mesmo com receio, pois não é este desnorte sinal de que não está tão seguro quanto quer fazer crer?

    Pena que o povo português seja como é!

    Bom final de semana.

    ResponderEliminar
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  4. Nem se percebe aliás a utilidade deste plebiscito. Poder-se-ia ter resolvido já a questão, realizando oitocentos telefonemas e apurando os resultados numa sondagem, para decretar depois o vencedor. Algumas das empresas de sondagens (se não todas) até o fariam de graça que são umas perdulárias.

    Ou então, perguntar-se às agências de rating qual o candidato que preferiam; essas sibilas...

    ResponderEliminar
  5. Este homem é um autêntico inimigo público!
    Só espero que os portugueses lhe façam frente!

    ResponderEliminar
  6. Até dá vontade de rir. Com que então está tão preocupado com os custos de uma segunda volta! Se a ditadura ainda imperasse nem a primeira haveria. Tenha juízo Sr. Silva.

    ResponderEliminar
  7. Meu amigo e o pior é que os portugueses acreditam em histórias da carochinha :-(

    beijinhos

    ResponderEliminar
  8. Só o teu título já é um mimo:) Amei!

    ResponderEliminar
  9. Ocorreu-me agora que nesse caso e para evitar uma segunda volta, ele poderia renunciar...

    ResponderEliminar