terça-feira, 16 de novembro de 2010

Ora atão, faça o obséquio de escolher o local para a reforma!

Depois de mais um adiamento do julgamento, Oliveira e Costa foi posto em liberdade. Está obrigado a apresentar-se todas as semanas e proibido de se ausentar para o estrangeiro. Vale e Azevedo também foi posto em liberdade e sujeito a idêntica medida de coacção. Hoje, ninguém sabe onde ele pára. Começa a cumprir-se a profecia que fiz aqui em Dezembro de 2008!

Cenas de Táxis (8)


( Desta vez no Porto)
Cerca das 22 horas, na Praça Carlos Alberto, entro num táxi
- Para a praça de Velásquez, por favor.
O motorista olha-me pelo retrovisor com ar meditabundo e diz:
- Desculpe,mas não sei ondé..
- Nas Antas
- O senhor debe de estar enganado. Num há nenhuma praça com esse nome nas Antas!
- Não? Vivi lá até aos 17 anos e diz-me que não existe a praça de Velásquez?
- E agora onde bibe?
- Em Lisboa
- Atão é por isso que num sabe que já não há Praça de Belasques.
- Não, não sei. Sempre que venho ao Porto e apanho um táxi para lá, os motoristas sabem onde é. Mas deixe lá, páre aí que eu apanho o táxi seguinte...
- Num será praça Sá Carneiro?
Finjo-me desentendido e respondo:
-Não. É praça de Velásquez!!! Até há lá um café com esse nome.
O taxista deixa escapar uma gargalhada
- Bocê é tramado! Num gosta do Sá Carneiro?
- Mesmo que goste, isso não me obriga a chamar Sá Carneiro à praça de Velasquez
Já estamos a subir Santa Catarina quando confirmo que o taxista bebeu um copito a mais, mas não consigo evitar a resposta a nova pergunta:
- Sabe que há lá uma estátua do Sá Carneiro, num sabe?
- Não. Quem foi que a fez?
- Num sei, parece que foi o Cavaco.
- Ah! Bem me parecia que o Cavaco tinha pinta de artista
- Um grande presidente, num acha?
- Gosta de arroz de lingueirão?
-Bocê é pândego. Eu acho que o conheço de qualquer lado. Bocê num faz um programa de telebisom?

( Lembrei-me desta cena e estremeci. Não estava com disposição para repetir a graça. Por isso, permaneci em silêncio)
- Está chateado? O Benfica apanhou cinco…
- Deviam ter sido seis, porque à dúzia é mais barato
- Bocê num é do Benfica?
- Não, sou portista
- Bem me parecia, carago!Foi uma joga do camandro, não foi?
- Foi. Até os comemos!
- O Hulk papou-os e deixou o Jesus a rezar à senhora de Fátima
- Quem é essa? Alguma amiga da Carolina Salgado?
- Bocê é mesmo um gajo do carago. Lá em Lisboa não o f…. com esse paleio?
- Não, que eu não deixo.
- Bocê pirou-se p’ra França ou p’rá Suíça, no tempo da outra sinhora, qu’eu li isso em qualquer lado.
-Não, amigo. Pirei-me para a Argentina. Fui eu que trouxe o Lucho e o Lisandro.

- Ganda pândego! Na telebisom bocê num fala assim. Desculpe a franqueza, mas parece um murcon.
- Sou mesmo murcon.
Chegámos à Praça de Velásquez
- Ondé que bai ficar?
- Vire aí ao pé do Bom Dia
- Atão num é na praça de Belasques?
- Não, vou tomar um copo ao Barril antes de ir para casa.
- Bocê esteve a gozar-me este tempo todo, num foi? Bocê bibe aqui no Porto e eu é qu'estou a confundi-lo c'aquele tipo da telebisom...
- Não, não vivo. Mas às tantas tenho pena e ainda não percebi.

Obrigado, José!

Parabéns, José! No dia em que celebrarias 88 anos, não nos esquecemos de te agradecer as belas páginas que nos deixaste e o que fizeste pelo nome de Portugal.

Cheira-me a esturro...

Tenho as maiores dúvidas quanto à bondade da medida do governo que visa tornar facultativa a adesão dos funcionários públicos à ADSE. Por tudo quanto já foi escrito, porque me cheira que os funcionários públicos vão fazer ainda mais descontos para o seu sistema de saúde, mas também ( e acima de tudo) por isto.