quinta-feira, 19 de agosto de 2010

Tenham maneiras, pá!

Aos poucos vou sabendo a ementa do jantar do Pontal. Depois do precioso contributo do Rogério, sobre o vinho, fiquei agora a saber, através do António Ribeiro Ferreira, citado no P2, qual foi o prato principal. "Analisada a ementa da festinha do Pontal, a culpa de tanto disparate só pode ser da vaca que forneceu a carne estufada. Estava louca” -escreve ele no CM.
Quando é que os coelhistas aprendem que carne estufada nunca deve ser acompanhada de palhete? Tenham maneiras, pá!

Pausa para publicidade (9)

Lembrei-me disto, a propósito do postal da Teté

Imagens da nossa memória (19)

Naquele tempo era mais para os meninos, mas havia meninas que também gostavam de brincar aos carrinhos.
Imagem anterior: Smarties

O azar de ser sósia de Tonico Basto


Em Portugal temos a mania de tratar toda a gente por doutores e engenheiros, como se os títulos académicos fossem mais importante do que o próprio nome. Há dias, contava num blog, a este propósito, a história de um colega de trabalho que tive há muitos anos. Quando atendia o telefone, ou fazia um telefonema sempre se anunciava como Dr. João Paulo ( o resto não digo para não o identificar…) . Todos brincávamos com ele e lhe fazíamos ver o ridículo da situação, mas o ainda jovem licenciado permanecia imperturbável, garboso do seu título recentemente conquistado.
As suas semelhanças - físicas e comportamentais- com uma figura muito conhecida de uma telenovela da época eram tão evidentes, que passou a ser conhecido por Tonico Bastos. Certo dia chegou uma nova colega que logo Tonico Bastos presenteou com a sua vasta gama de galanteios . Incomodada com o assédio do galanteador, a jovem deve ter prometido vingança. Um dia atendeu uma chamada dirigida ao Dr. João Paulo e decidiu pôr em prática o plano que urdira.
- Desculpe, pelo nome não estou a ver quem é. Pode descrever-me a pessoa com quem pretende falar?
Do lado de lá do fio fizeram uma descrição mais ou menos exaustiva do personagem. Imperturbável, a jovem respondeu:
- Ah, bom, então a senhora quer falar é com o Dr. Tonico Bastos! Só um momento que eu vou passar…

Sagres: uma escola de formação


A Sagres foi proibida de atracar em Macau por ser um navio de guerra. Parece, no mínimo, bizarro, que a proibição seja aplicável a Macau e não a Xangai, onde aportará nos próximos dias. Claro que as autoridades chinesas apresentam uma explicação, mas não me convence: Macau é uma região chinesa, mas com autonomia. Dito por outras palavras: as autoridades de Macau é que tomam a decisão, nós na mãe China não temos nada a ver com isso e, imaginem, até autorizamos que o navio atraque em Xangai.
Ao contrário do que alguns propalam- numa confrangedora revelação de ignorância - a Sagres "não anda por aí a fazer turismo". É uma importante escola de formação.
Há uns meses entrevistei o Almirante Rocha Carrilho (em tempos director do Museu da Marinha em Macau) comandante do Navio Escola Sagres entre 2001 e 2005, e falámos sobre o papel formativo desempenhado por esta unidade emblemática da Marinha.
As viagens têm objectivos muito bem definidos, sendo ministrada formação específica ao nível da vela, da marinharia prática e da manobra específica de um navio com características peculiares.
Todos os futuros oficiais passam por lá pelo menos uma vez na vida como cadetes, numa espécie de viagem de fim de curso que funciona, especialmente, como aplicação prática dos conhecimentos adquiridos na Escola Naval. “É a sua primeira grande viagem em que vão estar vários meses sem ver terra, o que ajuda a fortalecer a destreza e o espírito de camaradagem”.
Pelas suas características, a Sagres é também embaixatriz de Portugal em todo o mundo. Menos em Macau, onde é vista "apenas" como um barco de guerra.

Qual é o espanto?

É nisto que dá a prisão em part-time.

Postais de Verão (11)


Regressada de férias, a Teté enviou-me este belo postal do Algarve. Recomendo-vos a leitura do texto que o acompanha, porque é um relato de viagem que merece ser lido e despertou em mim ( e todos os que já o leram) belíssimas recordações. Ide lá ver, ide!
Obrigado, amiga e continuação de boas férias, se ainda tiverem sobrado algumas...
Adenda: podem continuar a enviar os vossos postais até dia 22 de Agosto.