domingo, 11 de julho de 2010

Novas deduções no IRS

Um casal de jovens chega ao consultório de um médico terapeuta sexual.O médico pergunta-lhes:
- O que posso fazer por vocês?
O rapaz responde:
- Poderia ver-nos a fazer sexo?
O médico olha espantado, mas concorda.Quando terminam, o médico diz:
- Não há nada de mal na maneira como vocês fazem sexo. E cobra-lhes70,00 euros pela consulta.A cena repete-se por várias semanas. O casal marca um horário, faz sexo sem nenhum problema, paga ao médico e deixa o consultório.Ao cabo de algum tempo, o médico resolve perguntar-lhes:
- Afinal, o que estão a tentar descobrir?
E o rapaz responde:
- Nada. O problema é que ela é casada e não posso ir a casa dela.Eu também sou casado e ela não pode ir a minha casa. No Hotel Tivoli, um quarto custa 120,00 euros, no Holliday Inn custa100,00. Aqui fazemos sexo por 70,00 euros, temos acompanhamento médico, é-nos passado um recibo, sou reembolsado em 42,00 euros pela Médis e ainda consigo uma restituição do IRS de 19,25 euros.

Magic Mushrooms and Mechanic Oranges


Não se desse a coincidência de um familiar muito querido festejar este fim de semana o seu aniversário, a esta hora talvez estivesse em Amsterdam.
Não é que torça pelos holandeses. De coração prefiro a vitória dos espanhóis, mas sou um apaixonado pela observação das reacções sociológicas dos povos aos fenómenos desportivos ( particularmente quando se trata de futebol) e esta seria uma oportunidade única para analisar o comportamento dos holandeses.
Há dois anos- na final do Europeu entre Alemanha e Espanha- estava de férias aqui e sofri quase tanto como os espanhóis. Depois comemorei com eles, com uns argentinos e outros estrangeiros que vivem por aquelas bandas. Já sei, portanto, como os espanhóis reagem – posso afiançar-vos que de forma muito mais alarve do que os tugas- e agora gostava de ver a reacção dos holandeses a uma vitória num mundial que lhes escapou duas vezes por uma unha negra. Não iria festejar, mas certamente que me deliciaria a observar as alarvidades de um povo tão "sereno e civilizado", enquanto saboreava um apetitoso bife com “cogumelos mágicos” num bar de Amsterdam onde não há contrafacção destes deliciosos fungos.
Uma vez que não posso cumprir este desejo, resta-me desejar que a Holanda esteja presente na final do próximo Mundial e eu possa estar em Amsterdam.
Este ano ainda gritarei “ Visca España!”