quinta-feira, 3 de junho de 2010

Dicionário de Estrangeirês (2)

Se estiver no Japão e o café que pediu estiver amargo, só tem de dizer:

Takaro Azukar

A corda quase a partir...

“ A retroactividade ( fiscal) é um princípio protegido na Constituição mas não é um princípio absoluto que se sobreponha ao bem público e ao carácter imprescindível e de emergência”
Estas palavras foram proferidas pelo ministro da Economia, depois de a Comissão Eventual de Revisão da Constituição ter considerado a retroactividade do novo imposto inconstitucional.
Recorde-se que Sócrates afirmou, repetidas vezes, que não havia retroactividade, contrariando as palavras do secretário de Estado do Tesouro, mas isso não é o mais grave.
Embora não se saiba ainda se o Tribunal Constitucional terá a mesma opinião da Comissão Eventual, preocupante e de uma gravidade extrema são os seguintes factos:
- Que uma Lei inconstitucional seja aprovada na AR pela maioria PS /PSD;
- Que o ministro das finanças se marimbe para a Constituição, alegando o interesse nacional;
-Que o líder da oposição se marimbe para Constituição alegando que está a proteger os interesses do país;
- Que PS e PSD tenham optado por ignorar a Constituição, em vez de encontrar alternativas que poderiam ser menos danosas para os mais desfavorecidos;
- Qe o PSD siga a máxima do "quanto pior melhor" , apoiando medidas gravosas, para mais rapidamenet chegar ao poder.
Se o Tribunal Constitucional vier a considerar a Lei ilegal e PS e PSD insistirem na violação cria-se um precedente gravíssimo que poderá pôr em causa, a breve prazo, a própria Democracia. Quando MFL falou em suspender a Democracia por seis meses toda a gente a criticou (e bem) O que agora o PS e o PSD propõem, ao adoptar esta medida, é suspendê-la por tempo indeterminado.
Eu sei que a situação que o país atravessa é gravíssima e se não fossem tomadas medidas drásticas, correríamos sérios riscos de bancarrota, com consequências imprevisíveis, mas não posso deixar de me indignar pela forma displicente como Teixeira dos Santos e o PSD encaram a violação constitucional.
Pode abrir-se aqui um precedente grave que permita no futuro, a qualquer governo, invocar o interesse nacional para violar a Constituição.
Numa altura em que - como lembrou Boaventura Sousa Santos- se assiste a um feroz ataque do capital financeiro, ao trabalho, a violação displicente do texto constitucional pode abrir uma caixa de Pandora de consequências imprevisíveis.
É difícil calar a revolta num momento como este. A corda um dia rebenta… É preciso que os portugueses, quando forem de novo chamados às urnas, não esqueçam que PS e PSD têm igual quinhão de responsabilidade na situação que atravessamos e não se deixem iludir pela postua hipócrita de Passos Coelho, quando ele vier dizer que não queria nenhuma destas medidas, mas teve de apoiar o governo , em deesa do interesse nacional

Complicadex


A comunicação deve ser simples mas as mulheres ( amaioria, não digo que sejam todas...) gostam imenso de a complicar. Vejam só a mestria com que transformam uma mensagem curta, num diálogo interminável. E não pensem que é ficção...
À hora do jantar ele diz à mulher:
- O Luís manda-te cumprimentos
- Estiveste com ele?
- Claro, se ele te mandou cumprimentos…
-Podias ter falado com ele ao telefone…
- Pois, é verdade. Mas não, estive mesmo com ele.
- Encontraste-o por acaso ou combinaram encontrar-se?
- Encontrei-o por acaso.
-Quando?
- À hora do almoço
- Ele ia sozinho?
-Não, ia com um fulano qualquer que não conheço.
-Como era o fulano?
- Sei lá, não reparei bem.
- Onde é que o encontraste?
-Ao pé da Gulbenkian
-Que estavas a fazer ao pé da Gulbenkian?
- A dar uma volta a seguir ao almoço
- Foste para a Gulbenkian à hora do almoço?
- Nããããããão! Só passei por lá enquanto dava uma volta a seguir ao almoço!
- Com este calor foste dar uma volta a seguir ao almoço?
- Fui… Qual é o problema? Eu só queria dizer-te que o Luís te mandou cumprimentos!
-Pronto, está bem, não é preciso zangares-te...
(Pausa)
- Olha lá, era loiro ou moreno?
-Quem?
- O amigo do Luís.

Sugestão do dia

Água Lisa