sábado, 29 de maio de 2010

Brincadeiras de criança

Joãozinho chega da escola e vai directo ao frigorífico para comer um sorvete. A mãe entra na cozinha e dá aquela bronca:
- Nada disso, Joãozinho. Agora não é hora de comer sorvete. Está quase na hora do almoço... Vá lá para fora brincar!
- Mas mamã, não tenho ninguém para brincar comigo!
A mãe entra no jogo dele e diz:
- "Tá" bem, então eu vou brincar contigo. A que é que nós vamos brincar?
- Quero brincar ao papá e à mamã.
Tentando não mostrar surpresa ela responde:
- "Tá" certo. O que é que eu devo fazer?
- Vá para o seu quarto, vista o baby-doll e deite-se.
Pensando que vai ser bem fácil controlar a situação, a mãe sobe as escadas. Joãozinho vai então à sala e pega num velho chapéu do pai. Encontra ainda uma beata num cinzeiro e coloca-a no canto da boca. Sobe as escadas e vai até ao quarto da mãe. Esta, levanta a cabeça e pergunta:
- E o que eu faço agora?
Com um jeito autoritário, Joãozinho diz:
- Desce imediatamente e dá o sorvete ao miúdo!

Tango em Lisboa

Começou ontem e termina amanhã o 8º Festival Internacional de Tango de Lisboa, que decorrerá na Voz do Operário.
Se o local escolhido para o certame fosse S. Bento,é óbvio que Sócrates e Pedro Passos Coelho não deixariam de marcar presença. Assim, cada um ficará atomar conta da sua capelinha.

Não me calo!


Os líderes do Centrão pedem que nos calemos, perante as medidas que estão a reduzir os trabalhadores, os desempregados e os mais desfavorecidos, a meros figurantes da ópera bufa do capitalismo selvagem.
Acenam com a ameaça da crise, como noutros tempos os pais ameaçavam as criancinhas, com o "homem do saco". Não podemos ter medo do "homem do saco". Temos é de sair à rua e mostrar que estamos dispostos a enfrentá-lo.

Sugestão do dia

Já foi há dois dias, mas nunca é tarde para dar os parabéns à Dona Redonda que acaba de celebrar o seu terceiro aniversário