sexta-feira, 2 de abril de 2010

Magia é...


A Filoxera diz que o meu blog é Mágico e eu fico muito babado. Assim sendo, vou responder ao exercício que ela me lançou e que consiste em completar a frase Magia é…
Pois então aqui vai:
Magia é dois canais de televisão em sinal aberto entrevistarem no mesmo dia, à mesma hora, o presidente de um “clube regional” como o FC Porto e o presidente do clube dos seis milhões de portugueses ( o SLB) e, no dia seguinte, verificar que o presidente do “clube regional” ( Pinto da Costa) teve o dobro da audiência do “maior clube do mundo” ( Luís Filipe Vieira).
Eu devia passar este desafio a 10 blogs que considero mágicos, mas na verdade não o vou fazer, porque seria muito difícil reduzir a 10 os blogs que me inspiram e não quero ser injusto com ninguém. Portanto, quem quiser dar continuidade ao desafio, esteja à vontade.

Parábola do Ratinho*


Um rato, olhando pelo buraco na parede, vê o fazendeiro a abrir um embrulho e começa a lamber os beiços a pensar na comida que haveria ali. Quando descobriu que afinal era uma ratoeira ficou aterrorizado. Correu para o pátio da fazenda e anunciou a todos os animais:

- Há uma ratoeira na casa, há uma ratoeira na casa !!
A galinha respondeu:
- Desculpe-me Sr. Rato, eu entendo que isso seja um grande problema para osenhor, mas não me prejudica em nada, não me incomoda.
O porco, enfadado por lhe terem interrompido a soneca disse:
- Desculpe-me Sr. Rato, mas não há nada que eu possa fazer, a não ser orar. Fique tranquilo que o Sr. será lembrado nas minhas orações.
A vaca, por sua vez, ironizou:
- O quê ? Uma ratoeira ? Por acaso estou emperigo? Acho que não ! Você já viu o meu tamanho Sr. Rato?

O rato voltou para casa abatido, mas com a atenção redobrada para evitar a ratoeira. Naquela noite ouviu-se o barulho da ratoeira pegando a vítima. A mulher do fazendeiro correu para ver se o rato tinha sido apanhado. No escuro, não viu que a ratoeira tinha pegado a cauda de umacobra venenosa que a picou ...

O fazendeiro levou-a imediatamente ao hospital, de onde regresou a arder em febre. Seguindo as instruções do médico, preparou uma canja de galinha. Pegou no cutelo e foi providenciar o ingrediente principal. ..
Como a doença da mulher continuava, os amigos e vizinhos vieram visitá-la. Para alimentá-los, o fazendeiro matou o porco.
A mulher não melhorou e acabou por falecer. Muita gente veio para o funeral e o fazendeiro viu-se obrigado a sacrificar a vaca, para alimentar todo aquele povo.
Espreitando pelo buraco da parede, o ratinho assistiu a todas estas cenas...
Na próxima vez que ouvir dizer que alguém está diante de um problema, não seja tão lesto a dizer que não é nada consigo. Lembre-se desta história...
Páscoa Feliz para todos!!!