sábado, 18 de dezembro de 2010

Quem tem amigos, não morre na cadeia

Há dois anos escrevi um cartão de Boas Festas a este homem, solidarizando-me com a sua má sorte, mas augurei-lhe um futuro auspicioso. Há dias, quando o vi sentado no banco dos réus, lamentei não ter tido tempo para lhe escrever outro este ano. No entanto, não quero deixar de lhe dizer que não perca a esperança. Tem amigos bem relacionados cá fora que tudo farão para que as coisas corram bem, desde que não dê com a língua nos dentes e os incrimine. Daqui a uns tempos será ilibado, ou condenado a uma pena suspensa, e partirá finalmente para o seu exílio dourado. Em paz e sossego, como merecem "as pessoas de bem"...

12 comentários:

  1. Falta no título do post... Em Portugal e em países onde a Justiça falha.... ;)
    Isto por cá é uma autêntica fraternidade de amigalhaços que adoram partilhar da mesma gamela ;))

    BFS
    Bjos

    ResponderEliminar
  2. Ele e a sua pandilha estão sempre a coberto da justiça, não que se preocupar!

    Um bom fim de semana.

    ResponderEliminar
  3. Diria um pouco mais:
    - Quem tem grandes amizades ou quem tem amigos nos governo escapa até da cadeia.

    ResponderEliminar
  4. Que nojo, todos a comerem do mesmo "prato", será que alguns até se "(g)babam"?
    Abracinho meu!

    ResponderEliminar
  5. Quem tem amigos, não morre na cadeia — morre na forca!!!

    ResponderEliminar
  6. Já me estragou o Natal. Fiquei com tanta "pena" do homem que peço a pena máxima para o coitado.
    Excelente post.
    Um bom fim de semana.

    ResponderEliminar
  7. (não sei o que o Carlos tem
    que acerta sempre bem...)

    ResponderEliminar
  8. O sistema vai arranjando uns "bodes expiatórios" mas, apesar de tudo, não os abandona...

    ResponderEliminar
  9. O outro já está à espera dele. São Tomé precisa de gente de acção....

    ResponderEliminar
  10. Vai para S. Tomé que nem um príncipe.

    ResponderEliminar