quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

Natal, ou Carnaval?

Parece que estamos no Natal mas, depois de ler as medidas anti-crise, creio que estamos no Carnaval. Se o governo tivesse assumido que tomou aquelas medidas pressionado por Bruxelas e pelo FMI, ainda era capaz de engolir em seco, lamentar, mas compreender. No entanto, ao ouvir José Sócrates afirmar que se trata de uma decisão do governo, só posso concluir que um grupo apoiante do grande capital, indiferente aos problemas da pobreza e ao drama dos desempregados, se mascarou de socialista e assaltou o PS, enganando o Povo.

7 comentários:

  1. ...enganando o povo desejoso de ser enganado...

    Entretanto e porque é mesmo Natal, tenho uma oferta para si e para todos os que escreveram no conto colectivo da Fê...
    Isso mesmo, para todos os intervenientes
    (acho que vão ficar contentes)

    ResponderEliminar
  2. Ah!! Estamos a precisar de uma revolução! Mas não de cravos! Nem de rosas, que essas tb já deram o tinham a dar. Temos de pensar noutra flôr... Crisântemos? Acho q sim. É a flôr dos finados...

    ResponderEliminar
  3. Carlos
    Acho que disse tudo
    Alguem...
    "se mascarou de socialista e assaltou o PS, enganando o Povo."
    Espero que muito,mas muito depresa os Socialistas que não se deixaram seduzir pelas benesses a montante e juzante, percebam isso, caso contrário estamos feitos.
    Abraço

    ResponderEliminar
  4. Não demorará muito em se darem conta que até se enganaram a si próprios.

    ResponderEliminar
  5. Nem mais! E nem assume conhecer, "formalmente", que os aviões americanos que passaram nas Lajes transportavam presos políticos...

    Cambada!

    ResponderEliminar
  6. Não é na altura do Natal, que o circo costuma chegar à cidade????
    É que os mascarados de palhaço já cá estão...

    ResponderEliminar