terça-feira, 15 de junho de 2010

O fim do mundo em cuecas


Não sou grande apreciador do CSI e séries similares, onde as novas tecnologias ajudam a descobrir os crimes mais intrincados. Continuo a preferir a capacidade argumentativa de Perry Mason, a subtileza de Poirot ou a perspicácia do inspector Columbo, cujas únicas armas eram a inteligência. Dirão que sou cota e provavelmente têm razão.
Ontem, a notícia de capa do gratuito “ Metro” rezava:
“Eles desconfiam das cuecas delas” .
Ainda ensonado e um pouco surpreso com o título, corri até à página 4 para ler a notícia. Fiquei então a saber que há maridos que roubam as cuecas às mulheres e mandam analisá-las no laboratório, para saberem se a mulher lhes está a ser infiel. Ao que parece, o método de investigação adoptado pelos “machos” portugueses foi induzido pela série policial CSI, o que permite inferir que os tugas vêem mais televisão do que se pensa. No entanto, parece haver outros machos que preferem recorrer a métodos artesanais e compram kits na Internet que permitem detectar a existência de sémen nas cuecas da consorte.Outros, mais sofisticados, preferem armar-se em detectives privados e compram o “Spy GPS”. Pela módica quantia de 379 euros , passam a controlar todos os movimentos da mulher e ainda têm, como bónus, direito a escutar as conversas do cônjuge.
As novas tecnologias prometem transformar os portugueses em “cuscas” profissionais. Incapazes de usar a inteligência, os tugas preferem a electrónica para se certificarem se são “cornos”. Não era mais fácil utilizarem os instrumentos que a Mãe Natureza lhes deu à nascença?
Pronto, está bem, não se zanguem, mas eu disse, logo no início do post, que preferia o Poirot e o Columbo ao CSI.

7 comentários:

  1. Eh,eh,eh, do melhor que tenho lido ;)

    ResponderEliminar
  2. Uma boa análise, nada substitui a Mãe Natureza. Mas também qual é o problema de uma boa cornadura, um homem sem cornos é como um jardim sem flores. O Maigret era capaz de entender isso.

    Saudações do Marreta.

    ResponderEliminar
  3. Juro que não sei qual parte da notícia é pior.

    ResponderEliminar
  4. O que aprendo por aqui, vou ter mais cuidado com as minhas cuecas, não vá o diabo "tecê-las" ;-))) Hilariante.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  5. Eu para além dos que citou gosto do Sherlock e devo confessar acho uma certa piada Ao CSI e à série The Closer.
    Será altura das mulheres começarem a fazer o mesmo???? Ou o método pouco edificante é unilateral???
    E se todo o mundo começasse a verificar o ADN? Descobrir-se-ia que afinal o nosso 1ºRei não era filho da mãe???

    ResponderEliminar