sexta-feira, 23 de abril de 2010

Quem se lixa é o...


Num país onde a culpa morre sempre solteira, àsvezes é preciso encontrar uns bodes expiatórios que sirvam de oferenda ao povo faminto de fazer justiça pelas próprias mãos. O que se passou com o inquérito à escola de Mirandela, onde estudava o pequeno Leonardo, supostamente vítima de bullying , que se terá suicidado nas águas do Tua, é bem elucidativo. Quando é preciso desesperadamente encontrar um culpado, acusa-se o elo mais fraco. Neste caso, foi o contínuo a pagar as favas. e servir de mexilhão. Era caso para rir, se não fosse tão revoltante.

7 comentários:

  1. Também li, e fiquei estupefacta. No fim da história, o culpado ainda vai ser apenas o pequeno Leandro.

    ResponderEliminar
  2. Talvez o Carlos tenha razão quando escreve que o "povo faminto de fazer justiça pelas próprias mãos" constituirá a pressão para se arranjar um culpado. Pessoalmente começo a duvidar de que seja a pressão da opinião pública a razão porque "cenas" destas vão acontecendo. Julgo que é mais um sentimento de culpa por parte dos reais culpados os quais são, também, os que detêm o poder de exercer este tipo de justiça...

    ResponderEliminar
  3. Patético!
    No país do vale tudoé assim.
    Resta ao bode expiatório dar um pontapé no primeiro cão que encontrar...

    ResponderEliminar
  4. Registeí a notícia com estupida indignação... afinal já há muito que quem paga é o mexilhão, mas continuo a indignar-me sempre... Talvez porque cada vez mais, a lata desta gente é maior e quem se indigna fá-lo já num silencio irritantemente ensurdecedor.
    Então o responsável agora é o Porteiro?

    ResponderEliminar
  5. É de revoltar mesmo! Quer dizer, os "meninos" que batiam no rapaz, afinal pertencem ao côro. Os professores que não deram por nada (???), também são uns santinhos. O CD não fez nada contra as queixas. E o porteiro/telefonista/acompanhante dos visitantes é que paga as favas?! Devem estar a brincar... e a brincadeira é de muito mau gosto!

    ResponderEliminar
  6. Eis o que escrevi ontem de manhã no Facebook:

    Nos casos policiais a culpa era sempre do mordomo, nos casos policias portugueses a culpa é sempre do mais fraco, como por exemplo: o porteiro.

    ResponderEliminar
  7. Revolta foi mesmo o que eu senti quando ouvi a notícia na rádio.

    Estás a ver por que me custa a celebrar o 25 de Abril? É certo que muito dos objectivos desta data foram atingidos mas... e estes? do quem se lixa é sempre o mexilhão?

    Vou continuar à espera que se cumpra Abril antes de morrer...
    já falta pouco!

    ResponderEliminar