quarta-feira, 3 de março de 2010

Manuela Moura Guedes na Comissão de Ética


Desconheço qual é o tipo de doença que mantém Manuela Moura Guedes de baixa há quase seis meses. Presumo que seja grave. Mas não tão grave que a impeça de ser vedeta de revistas cor de rosa, que não se cansam de a fotografar em animadas festas nocturnas e inaugurações.
Apenas por esta razão, não considero surpreendente a presença de MMG, hoje, na AR. ( Terá terminado ou suspendido a baixa?)
Surpreendente é que alguns deputados se disponham a interrogá-la, sabendo que ela está “de baixa”. Desconhecendo a tipologia da doença de MMG, sou levado a acreditar que se trata de uma baixa motivada por doença do foro psíquico ( mania da perseguição?), pois é a única que permite aos doentes ausentarem-se de casa sem problemas com a Segurança Social. No entanto, uma outra dúvida se coloca. Se MMG está de baixa por razões do foro psíquico ( mesmo que de uma ligeira depressão se trate), não deveria ser questionada a fiabilidade das suas declarações?
Seja como for, MMG é uma mulher de sorte. Se a Segurança Social investigasse a sua baixa com o mesmo pundonor com que ela investigou o caso Freeport, talvez já estivesse esclarecido o mistério da sua doença e a tivesse obrigado a regresar ao trabalho, em vez de andar a viver à custa dos contribuintes. Ou talvez não porque, afinal, o jornalismo de investigação de MMG é um fiasco feito de ódios, onde os interesses pessoais estão à frente dos interesses dos espectadores.
É,pois, compreensível, que uma eventual investigação da Segurança Social também resultasse em nada, sob pena de logo um coro de amigos da mulher de José Eduardo Moniz, vir dizer que ela anda a ser perseguida. Coisa que não desagradaria à ex- apresentadora do Jornal de Sexta da TVI, certamente.

27 comentários:

  1. Dúvidas que me assaltaram mais do que uma vez e bem legítimas! Excelente post.

    ResponderEliminar
  2. Nunca me pronunciei sob o dito telejornal da Tvi (nem no meu circulo de amigos e conhecidos), porque me parecia um "espetaculo" a razar o pimba ou o cor-de-rosa, (ou algo um bocadinho ainda mais fraco)... Por conseguinte a notoriedade do programa impressionava-me! (Para alcansar notoriedade às vezes é preciso ser bastante polémico e impressionante). Assim até me custa a perceber que houvesse alguém a dar importancia ao telejornal da tvi das 6ª. feiras e a perder tempo a vê-lo quando existem pelo menos mais 2 canais com blocos notíciários no mesmo horario.(Estou convicta de que muita gente optáva, como eu - por fugir rapidamente daquele tipo de jornalismo, assim meio para o "triste"!
    Recordo-me de uma vez tentar perceber que virtude poderia haver neste telejornal, e ouseí dar-lhe um bocadinho de atenção... eis que me deparo com uma cena algo caricata que eram as conversas de MMG e VPV (Vasco Pulido Valente)! Nem vou comentar muito porque a minha opinião vale o que vale, mas a mim soava-me a algo de muito estranho (no minimo).
    Agora está tudo tão baralhado e esquisito, que foge ao alcance do meu entendimento das coisas, especialmente quando são coisas que me incomodam porque parecem histórias tiradas do chá-tla-ná (tipo conspirações, e intrigas, lana caprina, etç.)
    Poupem-nos por favor!

    ResponderEliminar
  3. A avaliar pelo inchaço das bochechas e lábios, diria que a doença foi motivada por excesso de botox, que por esta altura deve ter atingido o cérebro.

    ResponderEliminar
  4. Se a MMG tivesse alta, a TVI provávelmente tinha que lhe dar o mesmo lugar que desempenhava, ou no mínimo continuar a ser pivot dum telejornal qualquer.
    Sendo assim, se calhar o Sócrates prefere pagar-lhe a baixa,a arristar que a inimiga nº1 volte à ribalta.

    ResponderEliminar
  5. Bem, se não apenas, excelente, ccbmf, como sempre, aliás, este post é muito pertinente. Foi escrito por alguém que não deixa passar nada e eu, claro está, "vou-me aproveitando" do que escreve, para ser informada, pois desconhecia mais esta da doença de MMG.
    Estou quase tentada a dizer que, neste caso em Portugal, vive-se muito à custa de "desenrasques" e do "aproveita agora que ele está de costas", quiçá entretido com qualquer outro "esturro", pensando que todos os cidadãos são burros. Menos mal que as coisas vão-se sabendo. É por esta razão que eu, actualmente, espero sempre que se abram as cortinas de par-em-par, não vá estar por detrás dum aparentemente lindo bolo, uma barata bem escondidinha ...

    ResponderEliminar
  6. Basta olhar para a fotografia da Manuela aqui exposta, para ninguém duvidar, que é uma mulher muito doente!!!

    O Carlos já pertence ao grupo dos meus amigos virtuais, que seriam informados, se eu tivesse fechado o "ematejoca azul"!!!
    A culpa foi do desafio do Carlos Albuquerque, que não é longo, é longíssimo...
    Como o fiz por partes fechei o blogue e depois esqueci-me de o abrir, porque recebi um telefonema nessa altura.
    Não me estou a queixar, continuo viciada em desafios. O Carlos também pode fazê-lo, caso tenha tempo, senão traga para aqui o selinho blog perfeitinho.

    O Câmara Azul é o blogue onde publico só coisas da minha autoria: fotos, fotos manipuladas, poemas e a tradução de poemas alheios. Conclusão: coisas, que não
    interessam a ninguém.
    No "ematejoca azul" tento divulgar a cultura alemã, e o "ematejoca" é para os meus amigos de cá.

    Santo Deus, o meu português é horrível, e eu escrevo romances.

    ResponderEliminar
  7. Basta olhar para a fotografia da Manuela aqui exposta, para ninguém duvidar, que é uma mulher muito doente!!!

    O Carlos já pertence ao grupo dos meus amigos virtuais, que seriam informados, se eu tivesse fechado o "ematejoca azul"!!!
    A culpa foi do desafio do Carlos Albuquerque, que não é longo, é longíssimo...
    Como o fiz por partes fechei o blogue e depois esqueci-me de o abrir, porque recebi um telefonema nessa altura.
    Não me estou a queixar, continuo viciada em desafios. O Carlos também pode fazê-lo, caso tenha tempo, senão traga para aqui o selinho blog perfeitinho.

    O Câmara Azul é o blogue onde publico só coisas da minha autoria: fotos, fotos manipuladas, poemas e a tradução de poemas alheios. Conclusão: coisas, que não
    interessam a ninguém.
    No "ematejoca azul" tento divulgar a cultura alemã, e o "ematejoca" é para os meus amigos de cá.

    Santo Deus, o meu português é horrível, e eu escrevo romances.

    ResponderEliminar
  8. Tanto quanto creio a baixa inicial da MMG deveu-se a uma cirurgia plástica que correu mal (muito mal, até!) Agora já estava no activo, antes de acabarem com o jornal de 6ª não se percebe o que isso tem a ver com a baixa. A não ser que ela alegue depressão ou algo semelhante.

    Acho que já referi, até aqui, que aquilo que ela fazia não era jornalismo. Entrevistar pessoas, sem as deixar falar e botando a opinião própria a torto e a direito (quando não chegava a raiar o insulto), não é jornalismo em nenhuma parte do mundo.

    E sim, também estou convencida que ela sofre da mania da perseguição, sendo que ela própria persegue o Sócrates e outros inimigos de estimação. Segundo li aí nas gordas, agora acusa o Vitorino de ter pressionado a Prisa para acabar com o "seu" noticiário. OK, pode não ser bonito o PM e os seus apaniguados andarem a telefonar, a dizer para não publicarem isto ou aquilo ou que era melhor acabarem com um programa. Mas crime propriamente dito também não é. Já soube de um banco que fez pior: avisou o director do jornal se saisse mais alguma notícia sobre ele, pura e simplesmente lhe cortava o crédito... E isso sim, parece-me chantagem... ;)

    ResponderEliminar
  9. Ó Carlos, já imaginou se o Rei de Espanha lê este seu post?? Depois ainda vem pedir a alguém que lhe "corte a net", ou, na pior hipótese, ainda o acusam de ligações à ETA....
    Não há pachorra.
    É degradante ter de assistir a isto.
    Uma coisa é certa. Se já muita gente questionava a veracidade de toda esta tramóia, estas deprimentes criaturas que vão à comichão de inquérito, dizem tudo, da verdade e dos motivos.....

    ResponderEliminar
  10. Eu também gostava de saber quais as regras da SS para nada fazer, sobre a baixa desta senhora...
    Toda a sua análise é de enorme pertinência e podia muito bem ser lida por quem de direito....

    ResponderEliminar
  11. Coitada da senhora... olhei para ela na televisão e nota-se está mesmo mal.

    ResponderEliminar
  12. MMG sempre foi protagonista e não jornalista! Mais não digo porque podia não ser isenta, pois não a "gramo" nem nunca "gramei"...
    Abracinho

    ResponderEliminar
  13. CARLOS,
    EU NÃO PERCEBO NADA...NEM QUERO PERCEBER, SÓ ME IRIAM ENGANAR!?...DISSO ESTOU FARTA!...
    UM ABRAQÇO,
    MANUELA

    ResponderEliminar
  14. Carlos, lembrei-me agora, em conversa com a minha filha, de pedir-lhe para - se gosta da canção - votar na Filipa e pedir aos seus amigos para fazerem o mesmo, igualmente se gostarem, claro. A final é já sábado e a Filipa precisa dos votos de Portugal.
    Peço desculpa. Foi-me precisa uma certa coragem, mas decidi-me por pedir-lhe.

    ResponderEliminar
  15. De acordo, totalmente. Aliás o tratamento ambulatório é o aconselhado a doentes do doro psiquico: não convinha, de todo, que a "coitadinha" permanecesse "enfiada" em casa. ia piorar...podia pensar em " coisas ruins" atentar contra os outros...em particular contra alguns, em suma ir-se-ia agravar o seu estado. De qualquer modo também me espanta que se dê crédito às palavras por ela proferidas. Qualquer médico psiquiatra atestaria que a "pobre" sofria de um distúrbio ilusório / múltipla personalidade, ou assim...que a isentava de quaisquer responsabilidade no caso de ser processada por qualquer afirmação que desse azo a um processo judicial. Será essa a estratégia?

    Hilariante.

    Abraço de uma concha

    BShell

    ResponderEliminar
  16. Por tudo que eu percebo e mais do que ouvi aqui, a doença á devida a um tiro no pé (dela a ela própria com pistola emprestada).

    PS - Isto, de "tiro no pé" não tem nada a ver com o puzzle do Abel Manta que coloquei lá no meu blog.

    ResponderEliminar
  17. Pois eu acho que A Segurança Social faz bem em não se meter. Afinal está a cumprir o seu papel neste caso. Eu explico.
    É mais SEGURO e saudável para toda a SOCIEDADE manter a MMG em casa, do que no ecrã da TV.

    ResponderEliminar
  18. Para começar, penso que, depois do depoimento de Manuela Mora Guedes na Comissão de Ética da Assembleia da Republica, desejarás não ter colocado este post.
    Em vez de dares mais trabalhado à já tão ocupa Segurança Social, seria, certamente, mais proveitoso pedir a colaboração da PRISA, para a resposta à tua pergunta.
    Como todos sabemos, o Jornal da Noite de Sexta-Feira não terminou com o consentimento de Manuela Moura Guedes, muito menos o seu consequente afastamento da redacção.
    Talvez a palavra "baixa" não seja bem empregue. Neste caso, penso que se deveria usar o termo "afastamento não consentido". Encaixa melhor.
    Mas enfim, se ninguém, na conceituada empresa espanhola, te conseguir ajudar, podes sempre recorrer à ajuda do Sr. Primeiro Ministro José Sócrates, ou até ao mui ilustre Rei de Espanha.
    Já agora, não te preocupes com os problemas de foro psicológico de Manuela Moura Guedes, pois, em Portugal, há quem mereça mais a tua atenção.

    ResponderEliminar
  19. Caro Carlos,
    Quando o "jornal da Manela" foi cancelado, logo comentei que lhe tinham feito um favor que ela nem imaginava possível.
    Agora sim, como ela sempre desejou, é famosa, aparece (demais!!), diz coisas, fala imenso, tem audiência.
    Se houve mesmo interferência do Governo, o nosso PM, e s seus assessores (acessórios?) são mais tontos do que eu pensava.

    ResponderEliminar
  20. scbmf e Blueshell: obrigado pelas vossas visitas

    ResponderEliminar
  21. Adorei este post :-)
    Não posso com a MMG, nem um bocadinho! Sem ser autoridade na matéria, acho que o que ela fazia não era jornalismo, era "ataquismo", por isso prefiro-a em casa. De bochechas inchadas e cara deformada também não precisamos de a ter nos écrans (eu não teria, de ceretza, porque TVI é canal que não se vê cá em casa).
    Obrigada pelas suas opiniões!

    ResponderEliminar
  22. Uiiiii! Não acredito que ela tenha o antídoto para esta picadela de escorpião.;)

    ResponderEliminar
  23. Só neste país é que alguém de baixa se pavoneia por aí e nada lhe acontece. Um país sem Rei nem Roque.Por estas e por outras é que o nível de emigração está ao nível dos anos 60.

    ResponderEliminar
  24. Na mouche!
    E ainda dizem que a liberdade de expressão está a ser posta em causa! Então se até cidadãos com baixa psiquiátrica são chamados a opinar em Comissões de Ética!
    Decididamente, Portugal anda esquisito,

    ResponderEliminar
  25. Não podia estar mais de acordo! Não faço a mínima ideia de quem é essa foto. Quer-me parecer que se assemelha um pouco com a MMG, mas só vagamente! Se calhar a era dos "Substitutos", chegou mais cedo... Quanto às "performances" teatrais na TVI e na Comissão de Ética... deve ser defeito de fabrico!
    Também sou suspeita, dado que a Senhora causa-me assim, como direi, aversão total! A mania de perseguição, é de facto um sintoma grave, a paranóia pode ter efeitos gravíssimos(normalmente, para o próprio...)Abraço

    ResponderEliminar
  26. Excelente táctica, tentar centrar a discussão em questões laterais (e, de caminho, insinuar que a senhora está louca). Eu, que concordo totalmente com o seu post sobre o i ligeiramente mais abaixo, acho que Sócrates, podendo obviamente ser defendido, não merece que se venda a alma ao diabo.

    ResponderEliminar
  27. O filho de Souto Moura ganhou os 100000 euros no quem quer ser milionário por ser um genio ou então porque lhe foi entregue por Manuela Moura Guedes... E mais sobre isto não digo. Já agora quero manifestar aqui o meu apreço à música "foram cardos foram rosas" muito à frente para o seu tempo...

    ResponderEliminar