segunda-feira, 15 de fevereiro de 2010

LIVRE E... DIRECTO!

Livre, sim... amordaçado, nunca!


Há dias critiquei aqui a manif em defesa da liberdade de expressão. Sem pretender atacar ninguém directamente- até porque desconhecia quem eram os seus promotores. Critiquei, porque me pareceu que uma manif a favor da liberdade de expressão só podia ser organizada por quem não tem memória dos amargos tempos da Censura, ou tem objectivos menos claros. Fui mal interpretado por alguns, mas vi a minha opinião ser corroborada por muita gente com memória, que nada tem a dever ao actual governo, nem dele depende para ser cidadão por inteiro. Grandes jornalistas e cronistas em nada afectos a Sócrates ( alguns até em outros tempos da nossa jovem democracia vítimas de censuras veladas) vieram, por outras palavras, tecer críticas idênticas. Em alguns casos, bem mais corrosivas e acutilantes.
Sempre pensei pela minha cabeça. Tenho as minhas opções políticas, mas não sou de fidelidades partidárias; não utilizo o CR para fazer campanha por um qualquer candidato; não me mascaro daquilo que não sou, para construir uma imagem; não me coíbo de dar a minha opinião sobre as questões que marcam a agenda política. Se não o fizer no meu blog, onde o vou fazer?
É por isso, com a mesma isenção, que compreendo uma petição que me chegou por mail e de que não faço link, mas de que transcrevo alguns excertos:
PELA DEMOCRACIA, NÓS TOMAMOS PARTIDO
“ O que se está a passar em Portugal representa uma completa subversão do regime democrático. Os sinais avolumam-se diariamente e procuram criar as condições para impor ao país uma solução rejeitada nas urnas pelos portugueses (…)”

“Não aceitamos ser instrumentalizados por quem pretende que um Primeiro-Ministro seja constituído arguido nas páginas dos jornais, tal como já aconteceu noutras ocasiões num passado recente, alimentado um chocante julgamento popular que tem por base a violação dos direitos individuais e a construção de uma tese baseada em factos aleatórios, suspeições e vinganças pessoais. Defendemos o interesse público e o sistema democrático para lá de qualquer agenda partidária.”
Louvo o facto de os primeiros subscritores não esconderem que são militantes do PS. Poderiam até ser do CDS, do PCP, ou de qualquer outro partido, porque pela defesa da democracia e pelo respeito da vontade popular expressa nas urnas, não tenho pejo em assinar por baixo.
No entanto não o fiz de imediato, por uma razão simples. Não sabia em que medida esta petição estava relacionada com um SMS que anda a circular, convocando uma manifestação de apoio a Sócrates para o próximo dia 20. Porque nisso, já não participo.
Desfeita essa confusão pelos subscritores, assino sem pestanejar. Espero ver democratas de outros partidos, desde o CDS ao BE, fazerem o mesmo. Incluindo aqueles que, certamente de boa fé, assinaram uma petição em defesa da liberdade de expressão.

11 comentários:

  1. Pode esperar sentado, Carlos. Essa malta só toma partido para correr com o Sócrates democraticamente eleito, esse malandro grande responsável até pelo frio que nos assola neste desgraçado Carnaval...Eu até agradeço o frio, impede-nos de assistir aqueles pindéricos e patéticos desfiles à la Rio, que só me dão vontade de chorar.

    ResponderEliminar
  2. Será incapacidade minha, admito-o, mas não consegui perceber o objectivo da petição que lhe chegou por mail. O que se diz nos excertos transcritos, e o que afirma a seguir, merecem a minha total concordância, só que, de facto, não entendi o que pretende a petição e a quem ela se dirige.
    Quanto à manifestação de apoio a Sócrates, de que se fala, também não alinho nesse tipo de bailinho.
    Abraço

    ResponderEliminar
  3. Se as pessoas fossem coerentes e consequentes com o que dizem defender, assinavam. Mas não creio!

    ResponderEliminar
  4. Estou nessa!Concordo consigo inteiramente! E já estou numa fase da vida em que não preciso (nem nunca precisei) de agradar a ninguém!
    Abracinho

    ResponderEliminar
  5. Ariel: Infelizmente perdi a ingenuidade em relação a certas pessoas que se indignam com determinadas situações, mas só querem acabar com elas, para poderem ser eles a fazer o mesmo.
    Não tenho pachorra para democratas oportunistas. O que se passou neste pa´si em 75, com a extrema direita e a direita a apoarem o Mário Soaraes cntra o PCP e depois a chamarem-lhe traidor, demonstra bem o que essa gente quer.Disgussing!

    ResponderEliminar
  6. Carlos: A culpa foi minha. Devia ter posto o título da petição e não o fiz ( vou já emendar)
    "Pela Democracia nós tomamos partido" e pode ser assinada por quem quiser. Não a publiquei aqui no blog, porque não é meu hábito fazê-lo, mas sequiser que lha envie por mail, tenho o maior gosto nisso.
    Abraço

    ResponderEliminar
  7. Ferreira Pinto: O que falta a muita desta gente é coerência. Ainda hoje, a propósito de um post que publiquei no DO, pude testemunhar que a cegeira e a sede de poder é que os move. Nada mais. Por isso, como diz a Ariel, podemos esperar sentados.

    ResponderEliminar
  8. Maria Teresa: Eu sempe tive esse defeito de me estar marimbando para o politicamente correcto. Paguei um peço por isso, mas durmo todos os dias descansado.

    ResponderEliminar
  9. OK, Carlos, estou esclarecido.
    Se quiser fazer o favor, mande por mail.
    Claro que assinarei.
    Um abraço

    ResponderEliminar
  10. Caro Carlos de Oliveira

    já me tornei seu seguidor, embora o tempo não abunde para muitas visitas. Encontrei o link deste seu espaço no blog de Maria Letra - Mizita - e vim dar uma espreitadela. Gosto e voltarei agora utilizando a via de seguidor.

    Cumprimentos
    João

    ResponderEliminar
  11. Carlos,
    Eu sempre ouvi dizer:gato escaldado da água fria tem medo. Não é que tenha assinado a 1ª,mas uma pessoa como o Sócrates, que tem andado envolvido em tanto burburinho, para mim nunca se explicou bem e portanto não merece o meu voto de confiança.

    ResponderEliminar