quinta-feira, 19 de novembro de 2009

Pronúncia do Norte (23)

REPAS=

= FRANJA

Digam lá se a miúda não tem umas repas magníficas! E usa soquetes brancas, que eu já vi...

Eu avisei, PresidentA!

Sem lágrimas

Nasci no tempo em que as meninas brincavam com bonecas e eram educadas para ser esposas ( sim, esposas, porque nessa altura dizer que Fulana era mulher de Beltrano era má educação) extremosas e os meninos jogavam à bola, brincavam com carrinhos da Dinky Toys, tinham de ser machões e não podiam chorar. Chorei muitas, às escondidas, mas hoje já não choro. Estupor de educação que me secou as lágrimas. Quem me dera ter podido verter hoje uma por ti. Sinto-me um estupor.

Obrigado, Carlos!

Foste vilipendiado, enxovalhado, injustiçado, mas sempre acreditaste e combateste os velhos do Restelo. Se sempre acreditei? Confesso que não. Mas, como aqui escrevi, não foi a ti que culpei. Apontei o dedo aos jogadores que não se esforçaram, pensaram que alguns jogos eram favas contadas e desleixaram-se. Sofremos para nos apurar para a África do Sul? Certamente que sim. Mas também sofremos para nos apurarmos para o Euro-2008 até ao último jogo, em que tivemos de suar para conseguir um empate a zero com os toscos finlandeses, no estádio do Dragão!
Não, não és o meu treinador de eleição, mas foste o único que até agora deu dois campeonatos do Mundo a Portugal (sub-21). Merecias que te respeitassem mais.
Obrigado, Carlos Queirós e que sejas feliz na África do Sul.