sábado, 8 de agosto de 2009

Jalousie?*

Estas meninas estão num alvoroço. Olham desconfiadas uma para a outra, à espera dos resultados, com aquele ar de indiferença mal disfarçada e uma enorme vontade de se esgadanharem. Não sei como vai ser amanhã... Até à meia noite de hoje, espero a vossa ajuda.

*Por estes dias, o que mais se tem ouvido aqui no Rochedo é este tango...

Obrigado, Raul!

RAUL SOLNADO

(1929-2009)

Foi o último dos grandes humoristas portugueses. Depois dele, houve a promessa Herman José que se transformou numa desilusão, Ricardo Araújo Pereira que ameaça transformar-se numa desilusão e Bruno Nogueira que ainda é cedo para saber no que se irá trasnsformar.
Raul Solnado não foi só um grande humorista, foi também um grande homem, de uma grande sensiblidade. Muitos se lembrarão de alguns dos seus grandes monólogos de sucesso. Eu recordo, particularmente, as suas rábulas nesse progama da RTP que é um ícone da luta contra o Estado Novo: "Zip-Zip".
A última vez que o encontrei foi há poucos meses, "naquela mesa" do Procópio. Conversámos. Com a abetura de sempre. A pensar num reencontro para breve. Que, afinal, nunca veio a acontecer.