segunda-feira, 27 de julho de 2009

Summertime (4)

“Demain je pars
Tout l'été il va falloir
Nous séparer
Pendant les vacances
Essaie de ne pas m'oublier(...)"
(Sheila)
"Pendant les vacances" foi uma canção que fez grande sucesso em França e também em Portugal, no Verão de 1963. Era interpretada por Sheila, mas a versão original era inglesa e teve ainda maior sucesso. Perguntas:
10-Qual o título da canção original (inglesa)
11-Quem a interpretava?
12-Qual foi o primeiro sucesso de Sheila?

Memories- a canção do dia (6)


A canção que escolhi para hoje era interpretada por uma miúda de 14 anos (Giggliola Cinquetti) e fazia muita gente ir às lágrimas. Trauteei-a muitas vezes em miúdo mas, sinceramente, raras vezes me recordo dela. Por razões que “nem às paredes confesso”, esta canção veio-me à memória no sábado e nunca mais me deixou em paz, pelo que a escolhi hoje, como uma espécie de catarse.
Aqui fica então o link de "Non ho l'etá"
Vá, venham daí as vossas histórias musicais de Verão.

Congratulations*

Bancando o Rei Roberto
Lá pelos anos 60 eu era bem pequenina e Roberto Carlos foi fazer um show numa cidade do interior aonde passavamos uns dias. Ele se hospedou no mesmo hotel que estávamos. Porém o seu quarto era de fundos e o nosso de frente.A porta do hotel estava lotada de fãs e era início da noite.Cada vez que uma das minhas irmãs, que tinha os cabelos curtos como o Rei, passava perto da janela, as fãs iam ao delírio lá embaixo. Percebemos então que elas viam a sombra e achavam se tratar do Rei Roberto. Muito brincalhonas, colocamos uma calça de boca larga no braço dela. E ela fazia os gestos como o rei. As fãs, que só viam as sombras, gritavam histéricas a cada gesto.
Eu não fui ao show pois era muito pequena ( tinha cerca de 4 anos).Mas ganhei meu primeiro LP. Jovem Guarda - Roberto Carlos. E minhas irmãs tiveram a oportunidade de estar com o Rei e contar a nossa farra com as fãs.
( Luz- Cantinho de Luzcia)

O maninho impertinente
Os bailes de garagem e as festas de jardim ou ainda as festas de improviso com tudo escuro só umas luzes vermelhas que na altura faziamos com papel, eram perfeitas para criar o clima da música. Lembro-me dum ano em que consegui ficar com a casa para mim e organizei uma festa. Tudo arranjado, as listas feitas,os rapazes mais giros e as raparigas que havia, os pares determinados e as músicas a rigor. Só que me esqueci dum pormenor: o meu irmão pequeno que os pais deixaram para me "guardar". No meio da maior escuridão e dos apertos fogosos da música, ele aparecia e acendia as luzes. Acho que não o matei por um triz. Ainda hoje nos rimos dessa história.
( Grande Jóia)

O maninho impertinente II ( ou Festa Estragada)
Na altura, eu e um grande amigo de infância namorava-mos duas irmãs. Num sábado à tarde e estando os meus pais fora durante todo o fim-de-semana, convidei-as para a minha casa com o pretexto de ouvir umas musicas "e tal". Entre conversas, olhares malandros e brincadeiras inocentes, passamos da sala aos quartos do piso superior num ápice, eu e uma irmã num, o meu amigo e a outra irmã noutro. A certa altura do "e tal" ouve-se o forte ranger da porta da garagem e num impulso de pânico sinto a casa a abater-se sobre mim. O quê, os meus pais já cá estão! Todos já lá para baixo, rápido. Para grande alívio fui cometido de um ataque de raiva quando descubro que afinal tinha sido o espertinho do meu irmão que com o seu característico ar de troça quis que pregar uma grande partida. Então "e que tal"? Escusado será dizer que acabou logo ali.
( Paulofski- No Gabinete)
Agradeço mais uma vez a todos os que participaram e espero que continuem a enviar as vossas histórias durante a semana.
* "Congratulations" é outra canção de Cliff Richard que não gosto ( ainda um dia destes vos vou divulgar as minhas favoritas deste cantautor). Participou num Festival da Eurovisão, mas não me lembro se ganhou... creio que sim. Como poderão ver no video, o Cliff não usava spatos de salto alto, nem meias de vidro.
Escolho-a, em homenagem aos vencedores dos dois passatempos, mas também a todos aqueles que participaram.