sábado, 18 de julho de 2009

Mais um prémio!


A Grande Jóia -uma das minhas Descobertas do Ano- contemplou-me, durante as férias ,com este prémio que muito me sensibilizou.
Transcrevo o texto que define o teor do prémio:
“O selo deste prémio foi criado a pensar nos blogs que demonstram talento, seja nas artes, nas letras, nas ciências, na poesia ou em qualquer outra área e que, com isso, enriquecem a blogosfera e a vida dos seus leitores."
Sobre o significado de LEMNISCATA:LEMNISCATA: “curva geométrica com a forma semelhante à de um 8; lugar geométrico dos pontos tais que o produto das distâncias a dois pontos fixos é constante.”
Lemniscato: ornado de fitas Do grego Lemniskos, do latim, Lemniscu: fita que pendia das coroas de louro destinadas aos vencedores (In Dicionário da Língua Portuguesa, Porto Editora)Acrescento que o símbolo do infinito é um 8 deitado, em tudo semelhante a esta fita, que não tem interior nem exterior, tal como no anel de Möbius, que se percorre infinitamente. (Texto da editora de “Pérola da cultura)”.
Cabe-me a difícil tarefa de nomear sete blogs. Eu gosto de todos os que estão na encosta direita do Rochedo, mas vou destacar 7 que descobri este ano e neste momento estão em actividade, porque ainda não gozaram as suas merecidas férias :
Abluente ( pensava que só nasceria em Setembro, mas descobri-o hoje. Nasceu durante as minhas férias e promete!)
A todos os (as) amigos(as) que, durante as minhas férias continuaram a visitar-me e a deixar comentários, bem como àqueles que regressaram o convívio do Rochedo logo após a minha chegada, o meu MUITO OBRIGADO! São vocês que me dão ânimo para prosseguir.
Fico a aguardar a vossa participação nos passatempos que se iniciam na segunda-feira. Mas, amanhã, ainda vamos todos à Lua aqui no Rochedo, valeu?
Em tempo: O António Manuel Venda, do Floresta do Sul, a quem atribuí este prémio, enviou-me um amável e-mail, informando-me que também me tinha atribuído o prémio. Como estava de férias e ainda ando com a leitura dos blogs atrasada, não me tinha apercebido da amabilidade do António, um escritor que conheci recentemente e passei a admirar, depois de ter lido o seu último livro: "Uma noite com o fogo" é um relato impressionante, na primeira pessoa, sobre um incêndio. Muito actual para este perído de Verão.