sexta-feira, 17 de julho de 2009

Summer Holidays

“…Everybody has a summer holiday
Doing things they always wanted to.
So were going on a summer holiday
To make our dreams come true
For me and you.”
( Cliff Richard)
Escolhi esta canção para vos anunciar os dois primeiros passatempos de Verão que se iniciam na segunda-feira aqui no Rochedo. É um hábito da “silly season” a que ninguém escapa e, embora este ano tenha sido um “silly year”- que se prolongará pelo menos até Outubro, mês em que prevejo vamos entrar no “anno horribilis”- Verão é Verão e é preciso descontrair. A canção é horrível, mas casa bem com as ideias que tive para os passatempos de Verão que também não são lá grande coisa. Foi o que se pôde arranjar…
O primeiro passatempo irá chamar-se “ Summertime” - essa sim uma bela canção interpretada por Ella Fitzgerald ( gosto mais do que a versão de Louis Amstrong)- durará até final do mês, altura em que será substituído por outro.
Diariamente publicarei o título de uma canção, ou o nome de um(a) intérprete, acompanhado de uma, duas, ou mesmo três perguntas, que vos convido a responder ( Não vale ir ver a resposta ao Google, está bem?).
No final da semana publicarei as respostas e os nomes dos vizinhos ( incluindo os blogs)que acertaram em mais respostas.
Um pormenor: só divulgarei as vossas respostas na caixa de comentários, 24 horas depois de ter colocado as questões. As respostas que chegarem depois de eu publicar as respostas enviadas, não será válidas para efeito do passatempo.
O segundo passatempo,chamar-se-á “Memories”.( Quem não se lembra de “Cats” e/ou de Barbara Streisand?)
Diariamente- até final de Agosto- publicarei o título de uma canção que marcou um Verão da minha vida. O que vos proponho é o seguinte: que me contem uma história das vossas férias ligada a uma canção que, por qualquer razão, tenha sido importante nas vossas vidas. Durante o fim de semana um júri composto pela Martinha, a Baixinha, o Carlos, o Barbosa e o Oliveira escolherá as melhores histórias, que serão aqui publicadas.
Espero que participem em ambos os passatempos e, se possível, se divirtam um bocadinho...

* "Summer Holidays "é, provavelmente, a pior canção de Cliff Richard. Isso não impediu que fosse um grande sucesso de Verão e desse mesmo origem a um filme de indescritível mau gosto ( podem confirmar vendo o vídeo…). Na época também se faziam grande porcarias e execráveis piroseiras, tendo apenas como fito fins comerciais…

Raindrops keep fallin' on my head * ( in Stockholm)


“…Raindrops keep fallin' on my head
But that doesn't mean my eyes will soon be turnin' red
Cryin's not for me
'Cause I'm never gonna stop the rain by complainin'
Because I'm free
Nothin's worryin' me”
( Hal David and Burt Bacharach, 1969)


Deixei Lisboa com 34 graus e um dia esplendoroso de sol mas, quando aterrei em Estocolmo, o céu estava cor de chumbo e, no caminho entre o aeroporto e a cidade, caíram algumas gotas de chuva. No entanto, quando cheguei ao hotel já o sol brilhava e assim haveria de continuar durante toda a minha estadia na Suécia. Hoje, acredito que as gotas de chuva foram apenas um sinal de boas vindas…
Talvez não merecesse tanta simpatia porque, quando em 1980 recusei continuar a viver na Suécia, foi por não suportar o clima e as longas noites de Inverno. Desta vez tive a sorte de apanhar a semana de Verão com que os deuses anualmente contemplam Estocolmo. Sol acolhedor, temperaturas a rondar os 26º (máxima) e os 11º de mínima, dias generosamente longos, noites curtas- apenas 3 horas.
Com a excepção de uma fugaz passagem em 1994, não ia a Estocolmo desde Outubro de 1980. Não tive, porém, grande dificuldade em orientar-me, tendo mesmo a sensação de que apenas estivera ausente durante uns meses. A grande diferença de Estocolmo não reside propriamente na cidade, mas sim nas pessoas. Os suecos já não são aqueles tipos carrancudos, ensimesmados e de poucas palavras. Parece que lhes fizeram uma lavagem ao cérebro… estão mais “open minded” e aprenderam a gozar os favores do sol. Há esplanadas por toda a parte e as pessoas usufruem delas com alegria. Já não existem apenas as esplanadas de Gamla Stan, - a cidade histórica e original- maioritariamente frequentadas por estrangeiros. Os suecos aprenderam a desfrutar a água que os rodeia e diariamente, a partir das 5 da tarde e até altas horas da noite, enchem as esplanadas montadas no meio da água para beber um copo e conviver, enquanto petiscam.
Excluindo o “arquipélago”, constituído por mais de uma centena de ilhas onde se chega facilmente de ferry, a cidade de Estocolmo espraia-se por 14 ilhas todas ligadas por pontes, o que pode dar uma ideia da forma de vida na cidade.
Logo no primeiro dia, tive uma agradável surpresa… que contarei no próximo bilhete- postal.

* "Raindrops keep fallin' on my head" foi escrita em 1969 e atingiu os principais tops europeus em 1970 e o primeiro lugar do Billboard 100 ainda em 1969. Teve várias versões, sendo a mais conhecida interpretada por BJ Thomas, o que lhe valeu um Academy Award. E mais não digo, porque o resto fica para o passatempo de Verão que se inicia na segunda –feira.