sexta-feira, 12 de junho de 2009

O destino marca a hora

São conhecidas as histórias de pessoas que que estavam para embarcar no fatídico voo 447 da Air France mas, por razões várias, acabaram por não seguir viagem, salvando-se assim da morte.
A história desta italiana, no entanto, tem contornos diferentes. Teria o destino marcado, ou foi mera coincidência? Depois de ler a notícia fiquei a pensar no assunto. E vocês, que pensam?