sexta-feira, 17 de abril de 2009

Mulheres suspiram na Loja do Cidadão


Ao que parece, depois dos protestos de algumas mulheres contra as normas de conduta estabelecidas na Loja do Cidadão, foi criada uma "Liga de Mulheres Lusas" que, em homenagem às Madres da Plaza de Mayo (que se reúnem todas as quintas-feiras), convergem todas as sextas -feiras para aqui, exigindo drásticas alterações à apresentação dos funcionários das mesmas Lojas. Se conseguiram os seus intentos os homens é que vão ficar a ganhar, porque já não precisam de perder tempo a convencer as consortes, de que não têm tempo de ir à Loja do Cidadão tratar dos assuntos familiares.
Com as novas normas podem até ocorrer algumas situações surreais, como esta:
Ele: Querida, amanhã tenho de ir à Loja do Cidadão.
Ela: Não te preocupes, querido eu vou lá.
Ele: Obrigado querida, mas eu tenho de ir tratar do meu BI.
Ela: Não precisas de ir , meu amor, pões as tuas impressões digitais neste bloquinho de notas e eu levo.
Ele( fingindo-se de estúpido): Achas que isso funciona?
Ela: Acho que sim. Já lá fui tantas vezes que conheço os funcionários todos e consigo convencê-los a colocar este papelinho no teu BI.
Ele: E a assinatura?
Ela: Não te preocupes, meu amor, já estou habituada a assinar os tesu cheques, também não vai haver problema.
E pronto. Lá vão elas todas gaiteiras e "suspirosas" para a Loja do Cidadão, ansiando que o assunto a tratar demore pelo menos a manhã inteira. A partir de agora, meus amigos, vão acabar-se as reclamações contra o tempo de espera nas Lojas do Cidadão.
O único problema será, eventualmente, o ruído provocado pelos unívocos suspiros femininos


Aditamento: Chamo a vossa especial atenção para o aditamento que escrevi no post anterior