domingo, 5 de abril de 2009

De novo o caso Maddie


O pai de Maddie está na Praia da Luz. Veio fazer o que recusara à PJ: a reconstituição do desaparecimento de Maddie. Curioso é que trouxe consigo um canal de televisão inglês. Curioso, é que se aproxima o dia do segundo aniversário do desaparecimento de Maddie e que o fundo na altura criado para apoiar as buscas de Maddie estava a ficar… sem fundos. Curioso que a reconstituição se faça com grande aparato mediático e depois de o caso ter sido arquivado.
Antes da chegada de Gerry Mc Cann, a população da Aldeia da Luz vandalizou os cartazes da nova campanha lançada pelos Mc Cann e, em alguns locais, apareceram outros a pedir ao pai de Maddie que se vá embora.
Na Praia da Luz, começa a perceber-se aquilo que muitos portugueses se recusam a aceitar. Especulações à parte, não deixa de ser intrigante a “oportunidade” desta reconstituição, feita sem a presença das autoridades portuguesas.
Mais uma vez, os ingleses zombam de nós. Na nossa cara. Em nossa casa.
Entretanto, no aldeamento onde os Mc Cann estavam hospedados, sucedem-se os despedimentos. Dos 160 trabalhadores existentes em 2007, restam 48 e mais 21 acabam de ser informados que vão ser despedidos, porque o aldeamento perdeu a quase totalidade dos seus clientes, desde o desaparecimento da criança.
Ao contrário, o fundo recebeu um importante reforço, resultante das indemnizações pagas pela imprensa inglesa a alguns amigos dos Mc Cann que, por acaso, são os que não estão presentes na extensa comitiva vinda de Inglaterra para proceder à reconstituição para inglês ver.
Qual será o canal de televisão português que irá abrir os cordões à bolsa para transmitir a cena em Portugal?
Aqui, aqui , e ainda aqui, o que escrevi na altura sobre o caso Maddie.