sábado, 4 de abril de 2009

Elle était si jolie...

quand le vent l’emmenait
Elle fuyait ravie
Et le vent me disait…"

Estas palavras pertencem a uma canção de Alain Barrière ( o mesmo que cantava "Ma Vie") concorrente a um Festival da Eurovisão nos anos 60. Lembro-me de cantar esta estrofe sempre que eu, ou um dos meus amigos, tinha de pagar qualquer coisa com uma nota, assim se separando dela.
A que propósito vem esta parvoíce? – perguntarão vocês.
Pois informo que fui mais uma vez multado ( para não dizer assaltado, extorquido, ou outro sinónimo menos próprio...) pela PresidentA, como podem ver na caixa de comentários do post anterior. Sempre que vai de férias, é isto, cá o "je" é que paga os luxos.
Desta vez decidi não recorrer, porque a cobradora de impostos ainda é pior que a PresidentA Optei por um protesto à Gandhi e vou pagar através desta mensageira.
Ao câmbio do dia, 200 € equivalem a 267 dólares, pelo que a piquena irá tocar à campainha 267 vezes e, de cada uma, a PresidentA terá que desembrulhar a mensageira, deixá-la partir, esperar que ela se volte a vestir para fazer nova entrega.
Espero que se divirta durante o fim de semana e, como sou bom cidadão, deixo-lhe aqui o link para ir ouvindo a canção enquanto o pagamento não for efectuado na totalidade. Com sorte, até é capaz de fixar a letra …




Esclarecimento: não venha dizer que não quer receber em dólares, caso contrário mando-a ler o comunicado do G-20 e fica a perceber o que lhe acontece. Agora, durante seis meses, não faço comentários lá no Ares. Amuei, prontos!