terça-feira, 24 de fevereiro de 2009

Pimenta na língua

O príncipe Harry vai frequentar um curso anti- xenofobia nas forças armadas britânicas, para ver se aprende a ter tento na língua.
Já nem a realeza escapa à falta de educação generalizada, à crise de valores que grassa por todo o mundo, bem expressa na insensibilidade de um jovem candidato à sucessão de Isabel II, cujas declarações xenófobas têm corrido mundo.
O tempo dos príncipes encantados parece estar definitivamente submerso na poeira civilizacional, erigida em modelos de libertinagem e individualismo a que a imprensa cor de rosa serve de “Manual de Comportamento”.
Se um príncipe precisa de ir para uma escola militar aprender boas maneiras e regras para se exprimir em público, quem pode criticar a geração plebeia, sem raízes familiares, que se revê em seriados ao estilo do “ Morangos com ( ou sem) Açúcar”?
Bons tempos em que bastava um pouco de pimenta na língua para educar as criancinhas...

Pelo país dos Blogues (39)

A Pipoca Mais Doce faz uma curiosa análise à forma como os homens comemoram o Carnaval:
"É engraçado que os homens, numa constante disputa para ver quem é mais viril (ou só mais parvo), passam a vida a pôr em causa a masculinidade uns dos outros, brindando-se com epítetos tão inteligentes como paneleiro, maricas, bichona, menina. Ele é tudo e mais alguma coisa. E assim que chega o Carnaval qual é a primeira coisa que fazem? Vestem-se de mulheres".

Estamos "fritos" com os grelhados!

Um estudo da Universidade do Porto revela que “assar no carvão produz composto cancerígeno no salmão e sardinha”. Felizmente, o DN teve o cuidado de esclarecer o assunto com um nutricionista que me tranquilizou, ao afirmar que os grelhados fazem bem à saúde. Concluí que, afinal, as vítimas dos produtos cancerígenos são o salmão e a sardinha o que não constitui qualquer problema para os pobres animais, uma vez que já estando mortos, no momento de ir para o grelhador, não devem ser muito afectados. Parto do princípio que ninguém faz com o salmão e a sardinha o que a IKEA faz com os patos...
Foi oportuno este esclarecimento, porque já estava a pensar mal dos médicos que me receitam dietas de grelhados quando a vesícula preguiçosa que me caiu em sorte se lembra de entrar em greve.