quinta-feira, 5 de fevereiro de 2009

Pelo país dos blogs (38)

Francisco José Viegas fez um "lifting" no Origem das Espécies e parece ter ganho novo fôlego. Recomendo uma visita. Não preciso de estar de acordo com ele para gostar do que leio por lá...

Boas ideias, precisam-se!

Quando andava na Faculdade de Direito, contava-se que Marcelo Caetano terá dito um dia a Soares Martinez: “Você tem ideias boas e originais … o problema é que as originais não prestam e as boas não são suas”.
Nunca consegui apurar se havia algum fundo de verdade na história, ou se era apenas um rumor que se propagara em ondas, alimentado pela antipatia ( para não dizer outra coisa) que Martinez despertava na Faculdade e no meio universitário em geral.
Lembrei-me deste episódio a propósito deste cartaz.

Coisas do Sebastião (20)

A Polícia vai sempre ao local do crime
Aquela ideia de que a polícia nunca está onde é precisa está em vias de se tornar uma lenda.
NDb= (60%xNc/Nt+40%XDc/Dt)x17585 é a fórmula mágica que permite ter sempre um agente nas imediações do local do crime. Afinal a solução é fácil!
Se não percebeu nada, o Sebastião explica. Esta foi a equação que um grupo de matemáticos apresentou à polícia londrina, que lhes encomendou o trabalho de determinar onde deveriam ser colocados os agentes policiais da cidade, de forma a tornar o combate ao crime mais eficaz. E, traduzida por miúdos, significa que basta determinar o número de agentes necessários para uma determinada área (NDb) e depois distribuir 60% dos efectivos de acordo com as necessidades, por exemplo, de cada freguesia, tendo em consideração a população nocturna e diurna, o desemprego e a situação económica dos residentes. A carência específica da freguesia (Nc) e a falta sentida em todo o distrito é determinada por Nt, sendo que os restantes 40% de efectivos serão colocados de acordo com os níveis de criminalidade ou pedidos de protecção.Falta referir que Dc/Dt significa a relação entre a oferta e a necessidade total. Finalmente, refira-se que 17585 é o número de polícias disponíveis em Londres.
Não estou em condições de garantir que na sua próxima visita a Londres não vá ser assaltado, até porque não sabemos se a polícia já pôs em prática o segredo... mas lá que é fácil, não restam dúvidas...