segunda-feira, 12 de janeiro de 2009

Pronúncia do Norte (1)

ALOQUETE= = CADEADO

30 comentários:

  1. Xiii!
    Nunca mais me tinha lembrado deste projecto!!
    Mas prometo colaborar, se me permitir, embora às vezes já não saiba muito bem distinguir regionalismos!
    Mas começa bem, sim senhor!!!

    ResponderEliminar
  2. Aloquete,nunca tinha ouvido falar!rsrsrs!!


    Bjãoo

    ResponderEliminar
  3. AHAHAH!
    Brilhante. Grande ideia.
    Nunca tinha ouvido esta palavra.
    Venham mais.
    Veludinhos azuis

    ResponderEliminar
  4. Um aloquete, ou loquete, é uma fechadura móvel, um ferrolho, tal como uso para prender a porta do cacifo. Igual a cadeado!!! Para mim que sou nortenho, e pronuncio como tal, um cadeado é uma corrente com fechadura, tal como uso para prender a minha bicla. Um cadeado só o é se não tiver corrente ou se não tiver um aloquete, simple as that!

    ResponderEliminar
  5. ...ah
    vou filosofar.

    'quantos aloquetes,
    ou cadeados, nos colocam
    diariamente?

    bjusss

    ResponderEliminar
  6. Feliz 2009, Carlos! Boa ideia esta rubrica; as únicas palavras que me lembro assim de repente além de aloquete são cruzeta e sertã, foram as que me ficaram na memória volvidos 16 anos de ter tido um iniciamento à "Pronúncia do Norte" :)

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  7. Julgo que o paulofski definiu bem o verdadeiro significado de um e de outro.

    ResponderEliminar
  8. Brilhante e Admirável Amigo:
    Um aloquete, cadeado, serve para "prender" alguém ou algo...
    Olhe, não gosto muito de me sentir "preso", só aos meus ideais e valores...isso sim..."preso"aos meus sentimentos, emoções e pensamentos, permanecerão pela vida fora até...alguém os soltar e não forem necessários ou precisos...
    Não! Nem mesmos os que não são pessoas de bem...têm um motivo...uma vivência que os faz agir assim...não os gostaria de ver "presos" sem apurar as causas, os motivos, as suas vivências...!

    Admirável e profundo Post que dá que pensar, fabuloso amigo!
    Havia tanto a dizer...!
    É incrível. Nunca pensei nisto...!
    Excelente, amigo! Muito profundo e significativo o que pode fazer um simples cadeado/aloquete.


    Abraço amigo de imenso respeito e estima.
    Sempre a ler o que "constrói" com dedicação e empenho fantásticos.

    pena

    OBRIGADO pela simpática visita e pelas palavras lá deixadas expressas.
    OBRIGADO. Bem-Haja, genial amigo!

    ResponderEliminar
  9. Faço minhas as palavras do Paulofski!
    Aprendam, carago!
    E molete, conhecem?
    E picheleiro?
    É pá, venham ao Porto! É gente boa!
    (esqueçam lá os futebóis!)
    'jocas daqui, "môres"!

    ResponderEliminar
  10. Carlos eu sei mais umas quantas de repente.

    sapatilhas-tenis
    finos-Imperiais
    Cimbalinos-bicas
    Sertãs-Frigedeiras
    Algretes-Canteiros
    Ferrar-Morder

    beijos

    ResponderEliminar
  11. Leiam bem o Paulofsky e enriqueçam o vocabulário.

    ResponderEliminar
  12. Aloquete, claro! É mais específico. Cadeado pode significar outras coisas!

    voto Aloquete!

    :))))

    ResponderEliminar
  13. Patti: Então a PresidentA goza ca gente? Olhe que a malta do Norte junta-se ( somos muitos aqui no Rochedo...) e deixa de pagar as quotas como forma de protesto!

    ResponderEliminar
  14. Si: Pois eu esperei que desse o pontapé de saída, mas como não se decidia decidi avançar. Fico à espera de colaboração, porque neste momento só tenho 12 palavras!

    ResponderEliminar
  15. Monique: E tenho a certeza que vão aparecer mais algumas que também a vão surpreender...

    ResponderEliminar
  16. Blue: Paar si, o mesmo que disse à Monique. Tenho quase a certeza que amanhã vem aí outra surpresa...

    ResponderEliminar
  17. Paulo: Excelente a explicação. Na verdad é asim msmo, mas aqui em Lisboa, por mais que procure explicar, eles não percebem.

    ResponderEliminar
  18. Thunderlady: Mas há bastantes mais! Vem aqui mais vezes que ainda vais enriquecer o teu vocabulário.

    ResponderEliminar
  19. Margarida: Ó lindeza da minha alma, atão na havia de conhecer?
    Eu sou do Porto, carago!

    ResponderEliminar
  20. Ana: Com esa do ALGRETE é que me tramáste! Essa não conhecia mesmo!

    ResponderEliminar
  21. Na minha terra chama-se aloquete!!!!!

    ResponderEliminar
  22. Sim, aloquete. Para nós é uma palavra tão comum como sol, ou como chuva.

    ResponderEliminar
  23. Encantadora, e muito útil, esta ideia do dicionário norte/sul. Já vivi no norte e algumas palavras são-me familiares, mas há tantas desconhecidas.
    Cá espero mais:))

    ResponderEliminar
  24. Alo quem?? Oh valha-me Deus, se eu vivesse no Norte nao me ia entender com esse vocabulario.
    Beijinho.

    ResponderEliminar
  25. E porque não? O Norte está no nosso roteiro de férias deste ano!

    ResponderEliminar
  26. Pois, Aloquete é mesmo só no Porto. Em Braga dizem cadeado!

    Para mim correcto é aloquete (sou do Porto, mas vivo em Braga).
    Cadeado é uma corrente...

    ResponderEliminar