quinta-feira, 6 de novembro de 2008

Chavez, a Madeira está contigo!

O deputado Coelho, eleito pelo PND para a Assembleia Regional da Madeira, tem-nos proporcionado alguns momentos divertidos. Ontem, a sua encenação foi hilariante. Hoje, foi impedido de entrar no Parlamento Regional, protagonizando um dos mais graves incidentes desta proto democarcia à portuguesa. O deputado Coelho- ninguém o ignora- é um populista, mas atingiu os seus objectivos. Demonstrar que na Madeira a Lei é uma coisa incómoda e a democracia uma bola de árvore de Natal.

O deputado Coelho é populista, mas pôs a nú a hipocrisia do sistema político. Foi proibido de entrar na Assembleia Regional, por seguranças privados. A mando de quem, não se sabe! ....

A AR decidiu suspendê-lo e suspender os trabalhos. Com base em quê? Ninguém sabe.

O PR está calado e assobia para o lado., porque a sua única preocupação é o Estatuto dos Açores. A tonta da D. Manuela- tão açanhada com a falta de democracia em Portugal- deve estar a dar o biberão ao neto e não tem tempo para se pronunciar. O senhor Gama deve ter seguido o exemplo do Vasco da Gama Fernandes e está escondido debaixo de uma qualquer secretária parlamentar, pensando se terá sido oportuno o descabelado elogio a Alberto João Jardim. Foi salvo pelo CDS que pediu para que o assunto não fosse discutido. O Governo deve andar tão distraído com o Orçamento , que nem se apercebeu do que se estava a passar no país. Nada para admirar...

A portuguesíssima democracia apalhaçada prossegue a bom ritmo, com toda a gente a fingir que ignora o mais grave atentado às instituições democráticas pós PREC. Preferem cantar Hossanas pela eleição de Obama. Admirem-se que o povo português olhe para as eleições como uma fantochada de meninos a brincar à dança das cadeiras.

13 comentários:

  1. A nossa democracia ficou mais pobre, mais consentânea com os protagonistas.

    ResponderEliminar
  2. Uma vergonha, mas vindo da Madeira, já nada me espanta.
    Veludinhos azuis

    ResponderEliminar
  3. É a democracia à medida portuguesa: aceitamos críticas só se elas forem ao encontro daquilo que pensamos; quando isto se estende a quem governa, temos pessoas a precisar de comer muitas fibras.

    ResponderEliminar
  4. Mas para ser suspenso n é necessário um mandato judicial?

    ResponderEliminar
  5. É lamentável que a AR S.Bento, ontem não tenha repudiado em bloco esta atitude da Assembleia Regional.
    A hipocrisia politica Mete nojo!

    ResponderEliminar
  6. Sucinto e escorreito, a tocar nos pontos essencais.
    Onde estão, até ao momento presente, Cavaco Silva, Pinto Monteiro, e a Assembleia da República?
    A assobiar para o lado?
    E o PSD nacional sempre tão incessante na denúncia dos atropelos à democracia por parte do PS?

    ResponderEliminar
  7. Ao que sei anteontem esse senhor andou a exibir a bandeira nazi no parlamento, aidna não se percebeu bem se para insultar alguém, ou por questões ideológicas. Quem não respeita as liberdades dos outros, não merece ver a sua respeitadaa. Esse senhor nem a eleições deveria ter ido! Sei que na Madeira é só palhaçadas. Mas, neste caso, o homem incorre em crime. E é mais um palhaço. Este caso tem tudo para se fazer um circo. É o que acho, Carlos.

    Bjos

    ResponderEliminar
  8. Apesar da atitude populista o senhor não fez de todo a apologia do nazismo, nem do fascismo.
    Será crime eu ir até ao café com um livro que tem a cruz gamada na capa? Duvido.

    ResponderEliminar
  9. Pedro:Ao PSD não lhe convém discutir estas questões e o CDS/PP deve considerá-las normalíssimas, a avaliar pela forma como PP regressou à liderança.Pedro, ainda acreditas que os deputados da Nação se preocupam com essas questões de estilo da democracia? És um bem intencionado! A maioria está-se nas tintas!

    ResponderEliminar
  10. Patti: só uma acusação formal de um Tribunal pode levar à suspensão de um deputado. Mais... o impedimento da entrada do deputado Coelho, deveria ser punido com pena de prisão até 3 anos ( segundo o Código Penal). Mas já todos imaginamos como isto vai acabar, não é?

    ResponderEliminar
  11. Lúcia: Peço desculpa, mas desta vez discorso. Não por mera opinião, mas sustentado no Código Penal. Não está previsto em lado nenhum que exibir um símbolo nazi( mesmo para insultar o Governo Regional, como foi o caso)seja punível. Pelo contrário, o impedimento da entrada do deputado Coelho é punível com pena de prisão até 3 anos.
    Concordo que o homem é tonto e populista( digo isso mesmo no post), mas isso não confere a ninguém o direito de lhe impedir a entrada. Ainda por cima, recorrendo a segurança privada!!!!
    O homem foi eleito democraticamente, tal como Jardim, portanto...

    ResponderEliminar
  12. maaloud: como está provado por factos recentes, obviamente que não é crime.

    ResponderEliminar
  13. Os nossos parlamentos assemelham-se mais a feiras... Parece que cada deputado, longe de se sentir eleito para tratar dos interesses comuns da população que o elegeu, aroveita mas é a oportunidade para cuidar dos seus negócios pessoais, de trocar favores e outras coisas do género. Portanto não me admira nada que as palhaçadas no parlamento da Madeira lhes passem completamente ao lado. Já é mais grave que o PR não diga nada perante um atropelo das leis. Como o Carlos diz, parece que todos os que deviam preocupar-se com o rigor nas instituições andam distraídos, assobiam para o ar e esperam que o mandato passe e que daí lhes venha o maior proveito pessoal possível. Nada mais!

    ResponderEliminar