segunda-feira, 29 de junho de 2015

Despeço-me com amizade...

Fui de férias. 
Na hora da partida quero agradecer a todos os leitores e leitoras a atenção que têm dispensado a este  Rochedo. ( Segundo o sitemeter, são mais de dois mil os que aqui passam diariamente).
Este ano, em vez de ir apanhar sol, optei por ir à procura de mitos urbanos, fora do espaço da UE.  
Não terei oportunidade de andar pela blogosfera e como nos últimos dias andei num virote, nem pude deixar posts pré agendados. Quando regressar,  porém, espero ter muitos mitos urbanos para vos revelar. 
Fiquem bem. E, para aqueles que vão de férias durante a minha ausência, os meus votos de uns belos dias muito bem passados.
Evitem ver coisas destas....

O povo unido jamais será vencido...

Partido Comunista grego apela a abstenção no referendo de domingo. E eu a pensar que os comunistas europeus defendiam a saída do euro, a luta contra o imperialismo alemão, o fim da exploracao e a recusa  de pagamento da divida, sempre sempre em defesa dos trabalhadores explorados!
São tão giros estes neo comunistas europeus... 

domingo, 28 de junho de 2015

Se quer saber como isto vai acabar...

Veja este vídeo.
Na Argentina de Menem, o pais foi vendido a interesses privados, por "imposição" do então ministro das finanças, Caballo.
Anos mais tarde a Argentina era obrigada a recorrer ao FMI, depois de uma crise que ficou conhecida  como Corralito.
Foi o caminho de Menem que o governo português escolheu.Esperemos que as consequências não sejam idênticas.

Tem lógica...

Governo fecha laboratórios para poupar dinheiro, mas reabres embaixada para colocar o chefe de. Gabinete de Passos Coelho e outros amigos.
Tem lógica ...
Este governo nunca governou para os portugueses, mas sim para defender os tachos de alguns.

sábado, 27 de junho de 2015

Uma "manita" para a Merkel

Portugal goleou a Alemanha (5-0) nas meias finais e apurou-se para a final do Europeu de futebol de sub -21. Os merekeizinhos foram literalmente esmagados pelos jovens portugueses que, na ultima meia hora do jogo devem ter recebido instruções de Lisboa para não humilharem mais a senhora Merkel.
Entretanto,ao intervalo, os hoquistas portugueses também estão a golear a Alemanha por 4-0. Tivéssemos governantes tão aguerridos como os nossos desportistas e a senhora Merkel e o paraplégico nazi não nos teriam humilhado.

sexta-feira, 26 de junho de 2015

Sabe uma coisa, Pedro?


Depois de ver este "best of" concluo que o menino não é mentiroso, porque nem sequer tem classe para mentir. O menino  só " reproduz" aquilo que os Marcos Antónios e os Relvas lhe dizem que deve dizer. 
 O menino é um ignorante,  não assumido e  dissimulado, que gosta que lhe tracem um retrato daquilo que não é. Esse sempre foi o seu lema de vida e de muitos que o rodeiam, incluindo alguns jornalistas que em troca de favores vendem ao público uma imagem totalmente desfocada da sua personalidade e modo de vida.
No entanto, Pedro, você sabe tão bem quanto eu que é apenas mais um desgraçado canalha fabricado pela JSD!

Coisas que me deviam surpreender...

...mas não surpreendem.
A forma acutilante como o PCP ataca o PS, em contraste com a delicadeza com que critica o governo.

quinta-feira, 25 de junho de 2015

Um beijo para Gabriela


Este post é especialmente dedicado às pessoas que se indignam por eu utilizar a palavra puta em alguns posts.
Sugiro que vejam este testemunho de  Gabriela Leite, uma ex-puta sem macaquinhos no sótão, que se assume como tal e em pouco mais de 3 minutos, dá uma lição de dignidade.

Quantos créditos vale o livro do Relvas?


Relvas apresentou recurso da decisão que lhe retirou a licenciatura: escreveu um livro de anedotas em que se compara a Mouzinho da Silveira.  O melhor amigo dos negócios do Passos  alega que este número de hipnotismo lhe permitirá obter 540 créditos, o que equivale a mestrado.
Quando a Sofia Aureliano lhe escrever a biografia, Miguel Relvas espera  obter créditos suficientes para se tornar pm sem necessidade de recorrer a eleições. 


Os distraídos

Ribeiro e Castro demorou décadas a perceber que Paulo Portas é um embusteiro.
Eurico Figueiredo chegou à conclusão que Marinho e Pinto é um ditador em potência.
Se gente tão qualificada politicamente anda tão distraída, quem pode criticar o povo por ainda acreditar que este governo que lhe roubou pensões, salários,  vendeu o país e  mente mais do que uma puta em dia de folga é o melhor para dirigir os destinos do país?

quarta-feira, 24 de junho de 2015

Que se lixem as eleições?

O governo (Nuno Crato) decidiu adiar uma semana o início do ano lectivo.
Isso quer dizer que o governo já combinou a data das eleições com Cavaco, não é?
Tendo em atenção que as aulas podem começar até 21 de Setembro e muitas escolas fecham dias antes das eleições, aposto que a data das legislativas será 27 de Setembro. Assim, ninguém se apercebe das barracas habituais no início do ano lectivo.

A TAP e a sabedoria popular

Hoje o dia começou  com o governo a assinar o contrato em que se compromete a oferecer a TAP ao dono da Barraqueiro ( cujos autocarros na última semana se espetaram quase diariamente) o qual, por sua vez, serve de barriga de aluguer a um brasileiro que, tendo em consideração as regras europeias, não  poderia tornar-se dono da TAP.
O governo teve pressa em fazer esta oferta e nem cuidou de prestar atenção à sabedoria popular.
" Depressa e bem não há quem…" 
Ou "  À mulher de César não basta ser honesta, precisa  parecer". E este negócio, à vista desaramada, não parece nada honesto, pois está envolto num secretismo muito suspeito.
Passos y sus muchachos deviam escutar o povo.

A direita do courato e a crise grega


Foto da Net


O Syriza cedeu em muitos pontos, mas não ultrapassou algumas linhas vermelhas impostas por Tsipras: a  redução de  pensões e de salários e  o aumento  da energia, por exemplo, foram questões em que não recuou. 
É inegável que foi obrigado a recuar mais do que pretendia e prometera aos gregos, mas pode dizer-se que foi uma derrota? Não. Aposto mais no empate, pois ambas as partes salvaram a face. 
Quem parece não gostar  do acordo é a direita do courato. A direita  de Passos, Portas e Marilú, mas também  do Observador, do Blasfémias e da D. Helena que gosta que lhe apalpem as mamas. A direita do courato  queria sangue, porque os gregos são uns corruptos e mereciam ser castigados.  Mesmo que isso significasse mais sacrifícios para nós, o fim do euro e uma eventual guerra  na Europa ( que inevitavelmente irá acontecer). A direita do courato  está inconsolável. 
Talvez se anime um pouco, quando o acordo for votado no parlamento grego. É que, segundo alguns analistas, poderão ser os partidos gregos de direita a viabilizar o acordo, pois as divisões no seio da coligação e do próprio Syriza, tornarão muito difícil a aprovação do acordo, sem votos favoráveis de deputados de partidos de direita. E, se assim for, Tsipras tem um grande problema para resolver.

Quadra saojoanina




O coelho é um animal
O cavaquinho um instrumento
Mas que fiz eu de mal
Para ter de aturar dois  jumentos embirrentos?

terça-feira, 23 de junho de 2015

Viva o acordo ortográfico

O acordo ortográfico está a funcionar em pleno. Pela primeira vez na História, uma acta da CPLP teve duas versões com grafias diferentes

Não digam que eu não tinha avisado (8)

Apesar das mentiras de membros do governo que diariamente lemos, ouvimos e vemos na comunicação social, como se de verdades se tratassem;
Apesar de Passos Coelho estar a tentar transformar as suas afirmações e decisões polémicas em mitos urbanos;
Apesar de o governo martelar os números da estatística, revertendo-os a seu favor, sem que a esmagadora maioria dos órgãos de comunicação social questione o martelanço, alguns membros do governo vão dizendo algumas verdades, aproveitando a confusão informativa.
Depois de Maria Luís Albuquerque ter anunciado o corte nas pensões ( apesar dos cofres cheios) hoje foi a vez de Paulo Macedo admitir um aumento de impostos, para fazer face aos custos do SNS.
Na verdade, esta estratégia parece adequada. Enquanto uns mentem, garantindo que o país está melhor e o pior já passou, outros vão dizendo as verdades e anunciam o que podem esperar os portugueses se a coligação voltara a ser governo.
Eles sabem que os tugas  gostam de ouvir boas notícias e  tendem a esquecer as más. Talvez isso explique os resultados da última sondagem.

E o vencedor é?

Já em Dezembro alertara os leitores do CR para o embuste da gasolina low cost. Tal como então previra, os consumidores em nada iriam beneficiar da obrigatoriedade, imposta pelo governo, de os postos de abastecimento serem obrigados a vender essa gasolina. Entre as razões que então invoquei, disse que em poucos meses o preço dessa gasolina iria ser o mesmo, ou estar muito próximo, da gasolina normal aditivada.
Seis meses depois, confirmam-se as minhas previsões. O preço médio da gasolina low cost está apenas 1 a 2 cêntimos abaixo do preço da normal que, entretanto, desapareceu da maioria dos postos de abastecimento.
Acresce que, nos postos das grandes superfícies, a gasolina low cost continua a ser vendida a um preço bastante inferior ao praticado nos postos das grandes marcas ( Galp, BP, Repsol e Cepsa).
Conclusão: beneficiados com a medida do governo foram as grandes marcas, que aumentaram a sua margem de lucro, e não os consumidores. Parabéns... à prima. A mana que vendeu a TAP não entra nesta história.

É sempre bom lembrar...

..  as mentiras que Passos Coelho vai debitando dia após dia.
Nota: obviamente que este post, quando for publicado já está desactualizado, porque o aldrabão em cada três palavras diz cinco mentiras